Ensino remoto emergencial:

uma experiência no ensino de cálculo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30612/tangram.v5i1.13819

Palavras-chave:

Ensino Remoto Emergencial, Competências, Cálculo Diferencial e Integral

Resumo

Este artigo visa relatar e refletir sobre uma experiência de ensino em Cálculo Diferencial e Integral I, vivenciada na iminência da inflexão de aulas presenciais para as não presenciais por meio do Ensino Remoto Emergencial (ERE), devido à pandemia causada pela covid-19. Devido a essa transformação, professores passaram a atuar diante de um contexto excepcional, ao buscarem alternativas e ferramentas tecnológicas, para diminuir o dano educacional, preservando a qualidade de ensino sem prejuízo dos fundamentos matemáticos. Desse modo, a matemática deve ser abordada em uma perspectiva que inclui elementos de contextualização que envolve competências de professores e alunos. Portanto, o professor exerce um papel importante no processo de ensino-aprendizagem. Para este fim, propôs-se um problema de otimização onde a interação professor/aluno é evidenciada e aumento no nível de interesse na realização das tarefas foi constatado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Helio Luiz Simonetti, Instituto Federal de Minas Gerais

Professor do Curso de Engenharia do Instituto Federal de Minas Gerais - Possui pós doutorado pela Universidade Federal de Ouro Preto.

Licenciado em matemática.

Nádia Helena Braga, Instituto Federal de Minas Gerais

Doutoranda em Educação na Universidade Federal do Espírito Santo.

Mestre em Educação Matemática pela Universidade Federal de Outro Preto - MG

Licenciada em Matemáica e professora do IFMG/BETIM

Vãnia Maria Pereira dos Santos-Wagner, UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO

PROFESSORA VOLUNTÁRIA DA UFES. COLABORADORA DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFES.

PhD EM EDUCAÇÃO POR INDIANA UNIVERSITY. 

Referências

Referências

Almeida, L. M. W.; Dias, M. R. Modelagem matemática em cursos de formação de professores. In: Barbosa, Jonei Cerqueira, Caldeira, Ademir Donizeti, Araujo, Jussara de Loiola. (2007). (orgs.). Modelagem Matemática na Educação Matemática Brasileira: pesquisas e práticas educacionais. Recife, SBEM, 253–268.

Barbosa, J. C. (2008). As discussões paralelas no ambiente de aprendizagem modelagem matemática. Acta Scientiae, 10 (1), 47–58.

Bassanezi, R. C. (2002). Ensino-aprendizagem com modelagem matemática: uma nova estratégia. São Paulo: Editora Contexto

Biembengut, M. S & Hein, N. (2005). Modelagem matemática no ensino. São Paulo Editora Contexto.

Franzini, P. C & Ferreira, D. H. L. (2009). Modelagem matemática na disciplina de cálculo diferencial e integral. Anais do 14° Encontro de Iniciação Científica DA PUC-Campinas. (pp. 1-6). https://www.puc-campinas.edu.br/propesq/iniciacao-cientifica/

García, M. L., & Benítez, A. A. (2011). Competencias matemáticas desarrolladas en ambientes virtuales de aprendizaje: el caso de Moodle. Formación universitaria, 4(3), 31-42.

Niss, M. (2011). The Danish KOM project and possible consequences for teacher education. Cuadernos de Investigación y Formación en Educación Matemática.

Perrenoud, P. (2001). Porquê construir competências a partir da escola? Desenvolvimento da autonomia e luta contra as desigualdades. Porto: Asa Editores.

Polya, G. (1995). A arte de resolver problemas. Tradução e adaptação de Heitor Lisboa de Araújo. 1ª. ed. brasileira em 1975, 2ª reimpressão. Rio de Janeiro: Interciência. (A obra foi publicada originalmente em inglês em 1945.)

Rocha, M.M.; Santos-Wagner, V. M. P. dos. (2017). Impactos de análises de acertos e erros em uma disciplina de Cálculo I. Vydia, v. 37, n. 2, 367-382.

Thomas, G. B. (2009). Cálculo – Volume 1. Tradução de Paulo Boschcov. São Paulo: Pearson, Education do Brasil.

Downloads

Publicado

30/03/2022

Como Citar

Simonetti, H. L., Braga, N. H., & Santos-Wagner, V. M. P. dos. (2022). Ensino remoto emergencial: : uma experiência no ensino de cálculo. TANGRAM - Revista De Educação Matemática, 5(1), 206–222. https://doi.org/10.30612/tangram.v5i1.13819

Edição

Seção

Experiências pedagógicas