Educação Matemática e Formação Inicial: uso de novas tecnologias em sala de aula

Benedito Rodrigues Brazil, Marco Antônio Escher

Resumo


Este artigo é produto decorrente do projeto de ensino de graduação intitulado “O uso do Software SuperLogo no Desenvolvimento de Conceitos Geométricos” vinculado ao Programa de Consolidação das Licenciaturas (Prodocência). O projeto de ensino teve como principais objetivos: aumentar a qualidade das ações voltadas à formação de professores, bem como, explorar as formas de contribuições do programa SuperLogo para o ensino de geometria com prioridade para a formação inicial. O projeto contempla diretamente a formação e o aprendizado profissional dos futuros docentes. Baseado em reflexão sobre diversos autores que abordam a discussão sobre a formação continuada, assim como a utilização das novas tecnologias nesse processo, somado a análise de todo o material do Programa de Ensino aqui relatado, pudemos constatar resultados relevantes que serviram para dinamizar o curso de matemática do Campus do Pantanal (CPAN/UFMS), contribuindo para uma melhor formação acadêmica, científica e técnica dos futuros docentes.

Palavras-chave


Educação Matemática. Tecnologias. Superlogo. Geometria.

Texto completo:

PDF

Referências


Brazil, B. R., (1998). A Prática de Ensino de Matemática: Alternativas e Desafios na Formação do Professor, Rio Claro: UNESP/IGCE, Dissertação de Mestrado.

Castells, M. (1999). A Sociedade em Rede - A Era da Informação: economia, sociedade e cultura, volume 1. São Paulo: Paz e Terra.

Escher, M. A. (2018). Tecnologias na sala de aula: e agora? In: CESAR, E. T. (organizador) Ciência em dia: jornadas de divulgação científica: a matemática está em tudo. 1ª Edição, São Paulo: Livraria da Física p. 53-74.

Escher, m. A., Miskulin, r. G. S. (2019). Dimensões Teórico-Metodológicas do Cálculo Diferencial e Integral: perspectivas histórica e de ensino e aprendizagem. Revista de Investigação e Divulgação em Educação Matemática, Juiz de Fora, n. 1, v. 3, p. 22-48, jan./jun.

Miskulin, r. G. S. (1994). Concepções teórico-metodológico baseadas em Logo e em resolução de problemas para o processo de ensino/aprendizagem da geometria. 281p. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas.

Miskulin, R.G.S., Escher, M.A., Silva, C.R.M. (2007). A Prática Docente do Professor de Matemática no Contexto das TIC: uma experiência com a utilização do MAPLE em Cálculo Diferencial. Revista de Educação Matemática, vol. 10 Número 11, Gráfica Compacta.

Morais, J. (2000) Linguagem Logo/Ensino-aprendizagem. Porto, ESE do Porto.

Motta, M. S. e Miranda, D. F. (2008). Geometria da tartaruga: contribuições do SuperLogo ao ensino de Geometria, Belo Horizonte: Do Autor, , 94p

Papert, S. (1985). Logo: Computadores e Educação. São Paulo: Brasiliense.

Papert, S. (1994). A máquina das crianças: repensando a escola na era da informática. Porto Alegre, Artes Médicas.

Pimenta e Ghedin (Orgs) (2005) Professor reflexivo no Brasil: gênese e crítica de um conceito/ 3ª ed. – São Paulo: Cortez.

Pimenta S. G. (2010). Professor Reflexivo: Construindo uma Crítica. In: Professor Reflexivo no Brasil: gênese e crítica de um conceito / PIMENTA, S.G., GHEDIN, E. (Orgs.). São Paulo: Cortez.

Pimenta, s. G.; Lima, M. S. L. (2010). Estágio e Docência. 5. ed. São Paulo: Cortez.

Ponte, J. P.; Brocado, J.; Oliveira, H. (2003). Investigações Matemáticas na Sala de Aula. Belo Horizonte: Autêntica Editora.

Schön, D. (1995). Formar Professores como Profissionais Reflexivos. In: NOVOA, A. Os Professores e a sua Formação (Coord.) Publicações Dom Quixote Instituto de Inovação Educacional, Lisboa.

Schön, D. (2000). Educando o profissional reflexivo: um novo design para o ensino e a aprendizagem. Porto Alegre: Artmed.

Tardif, M. (2002) Saberes docentes e formação profissional / Maurice Tardif – Petrópolis, R.J: Vozes.

Valente, J. A. (1999). O Professor no Ambiente Logo: formação e atuação. Campinas: Gráfica da UNICAMP.




DOI: https://doi.org/10.30612/tangram.v3i1.10734

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/3.0/br/

TANGRAM - Revista de Educação Matemática
e-ISSN: 2595-0967

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.