Formação de professores: diálogo entre a formação inicial e a continuada na educação básica

Autores

  • Terezinha Bazé de Lima [UNIGRAN]
  • Angela Maria de Brito [SEMED]

Palavras-chave:

formação continuada, ensino básico, aprendizagem e pesquisa.

Resumo

O texto compartilha uma abordagem sobre a formação continuada de professores, com base na experiência vivenciada pelas autoras em programa de pós-graduação lato sensu, com professores da Educação Básica, em Mato Grosso do Sul. A proposta de formação continuada vem sendo desenvolvida através do oferecimento de cursos de especialização e tem como finalidade a construção de capacidades necessárias a um professor que pense sobre sua prática e que tenha a consciência de seu papel social, como sujeito de intervenção, razões que o tornam um dos profissionais que mais necessidade tem de se manter atualizado, aliando, às tarefas de ensinar, a de estudar e aprender a pesquisar. Transformar essa neces-sidade em direito é fundamental para o alcance da sua valorização profissional e desempenho em patamares de competências exigidos por sua própria função social. Conquanto o local privilegiado para a aprendizagem do professor seja a sala de aula, hoje, a formação continuada é tida como necessidade intrínseca ao docente em atuação, uma verdade que deve ser um processo permanente de desenvolvimento profissional. Desse modo, os cursos de formação de professores carecem de uma análise crítica sobre seu modo de ensinar, uma vez que a educação continuada toma a prática como referência de novos saberes. Trata-se da construção de uma nova postura diante do conhecimento e da ciência, uma vez que o conhecimento tem a condição de ser inacabado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

COLLARES, C. A. L.; MOYSÉS, M. A. A. & GERALDI, J. W. Educação

continuada: a política da descontinuidade. In: Educação & Sociedade:

CEDES, nº. 68. Especial, Campinas, 1999.

DEMO, P. ABC: iniciação à competência reconstrutiva do professor. Campinas: Papirus, 1995.

GERALDI, C. M. G.; FIORENTINI, D.; PEREIRA, E. M. de A. (Orgs.).

Cartografias do trabalho docente. Campinas: Mercado de Letras: Associação de Leitura do Brasil – ALB, 1998. (Coleção Leituras do Brasil).

LIMA, T. B. de. Relações da leitura e da escrita no processo de produção

do conhecimento: caminhos para formação continuada de professores das

Séries Iniciais do Ensino Fundamental. Tese [Doutorado em Educação].

Campinas: UNICAMP, 2001.

LÜDKE, M. (Coord.). O professor e a pesquisa. Campinas, SP: Papirus,

MATOS, J.C. Professor reflexivo? Apontamentos para o debate. In:

GERALDI, C.M.G.; FIORENTINI, D.; PEREIRA, E. M. de A. (Orgs.).

Cartografias do trabalho docente. Campinas, SP: Mercado de Letras:

Associação de Leitura do Brasil – ALB, 1998. (Coleção Leituras do Brasil).

PEREIRA, E. M. de A. Universidade e educação continuada: responsabilidade e reciprocidade. Texto apresentado no Seminário CGU – Faculdade de Educação/UNICAMP, Campinas, 1999. (Mimeo).

SILVA, E. T. da. A produção da leitura na escola: pesquisas e propostas.

São Paulo: Ática, 1995.

TARDIF, M.; LESSARD, C. O trabalho docente: elementos para uma

teoria da docência como profissão de interações humanas. 3ª ed. Petrópolis, RJ: Editoras Vozes, 2007.

Downloads

Publicado

2012-01-13

Como Citar

LIMA, T. B. de; BRITO, A. M. de. Formação de professores: diálogo entre a formação inicial e a continuada na educação básica. Educação e Fronteiras, Dourados, v. 1, n. 3, p. p.23–35, 2012. Disponível em: https://ojs.ufgd.edu.br/index.php/educacao/article/view/1514. Acesso em: 2 fev. 2023.

Edição

Seção

Dossiê

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)