Uma proposta para o ensino de Educação Financeira embasada na Etnomatemática: Consumo Consciente a partir do contexto do Orçamento Financeiro

Stephany Karoline de Souza Chiappetta, José Roberto Silva

Resumo


Este artigo apresenta parte do estudo dissertativo que versa sobre a utilização da Etnomatemática como aporte para o ensino de Matemática em uma turma da Educação de Jovens e Adultos de uma escola estadual do município de Carpina – PE. O estudo investe na utilização de conhecimentos matemáticos no âmbito da Educação Financeira e recorre a Organizadores Prévios, orçamento financeiro, como objeto da Matemática Financeira, para proporcionar a Aprendizagem Significativa no marco ausubeliano. Em termos metodológicos, trata-se de uma pesquisa qualitativa do tipo pesquisa-ação que, diante das suas fases, evidencia a eficácia da implementação da Etnomatemática na prática docente, proporcionando aos discentes o estímulo à aprendizagem, o que pode auxiliar na minimização da evasão escolar. Como produto, apresenta-se uma proposta de acompanhamento didático-metodológico que pode auxiliar o ensino de Matemática, subsidiado na Educação Financeira.

Palavras-chave


Etnomatemática; Educação de Jovens e Adultos; Educação Financeira.

Texto completo:

PDF

Referências


Abbagnano, N., Bosi, A., & Benedetti, I. C. (2012). Dicionário de Filosofia (6ª ed.). São Paulo: WMF Martins Fontes.

Ausubel, D. P. (2002). Adquisición y retención del conocimiento una perspectiva cognitiva. Barcelona: Paidós.

Ausubel, D. P. (2003). Aquisição e Retenção de Conhecimentos: Uma Perspectiva Cognitiva. Lisboa: Plátano.

Banco Central do Brasil. (2013). Caderno de Educação Financeira – Gestão de Finanças Pessoais (pp. 36-39). Brasília: BCB. Consultado em 20 de janeiro através de https://www.bcb.gov.br

Brasil. (2011). Cartilha de educação financeira para pais (Série ações de cidadania, n. 12, Câmara dos Deputados). Brasília: Edições Câmara.

Birochi, R., & Pozzebon, M. (2016). Improving Financial Inclusion: towards a critical financial education framework. Revista de Administração de Empresas, 56(3), 266-287.

Bishop, A. (1995, setembro). Constructing a mathematical education between ethno-mathematics and technology. Comunicação apresentada no IV Pan-African Congress of Mathematicians, Ifrane, Maroccos. In: Gerdes, P. (1996). Etnomatemática e educação matemática: uma panorâmica geral. Lisboa: Quadrante.

Caixa Econômica Federal. (2009). Planejamento financeiro familiar (Educação Financeira, v. 3, 20 p.). Brasília, CAIXA.

Campos, A. B., & Kistemann, M. A., Jr. (2013). Investigando como a educação financeira crítica pode contribuir para tomada de decisões de consumo de jovens-indivíduos consumidores (JIC’S) (Dissertação de mestrado). Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF, Juiz de Fora, MG, Brasil.

Campos, A. B., & Kistemann, M. A., Jr. (2013). Qual Educação Financeira queremos em nossa sala de aula. Educação Matemática em Revista, 40, 48-56.

Conselho Federal de Contabilidade. (2009). Manual de contabilidade do sistema. Brasília: CFC.

Coutinho, C. Q. S., & Teixeira, J. (2015). Letramento Financeiro: um diagnóstico de saberes docentes. REVEMAT, 10(2), 1-22.

D’Ambrosio, U. (1993). Etnomatemática: um programa. Educação Matemática em Revista, (1), 5-11.

D’Ambrosio, U. (1996). Educação matemática: da teoria à prática (Coleção Perspectivas em Educação Matemática). Campinas: Papirus.

D’Ambrosio, U. (2011). Etnomatemática: elo entre as tradições e a modernidade (4ª ed. 1. Reimp). Belo Horizonte: Autêntica.

Dionne, H. (2007). A pesquisa-ação para o desenvolvimento local (tradução: Michel Thiollent). Brasília: Líber Livro.

Ferreira, E. S. (2002). Etnomatemática (pp. 2-4). In: II Congresso Internacional de Etnomatemática. Resumo dos Trabalhos, Ouro Preto, MG.

Fiorentini, D., & Lorenzato, S. (2007). Investigação em Educação Matemática: percursos teóricos e metodológicos (Coleção formação de professores, 2ª ed.). Campinas: Autores Associados.

Guérios, E., Zen, C. C., & Coelho, J.R. D. (2013). Matemática Financeira Escolar e educação para a vida. Educação Matemática em Revista, 38, 44-53.

Hofmann, R. M., & Moro, M. L. F. (2012). Educação matemática e educação financeira: perspectivas para a ENEF. Zetetiké, 20(38), 37-54.

Rosetti, H., Jr., & Schimiguel, J. (2011). Matemática Financeira: Educação Matemática e a História Monetária. Enciclopédia Biosfera, 7(13), 1540-1549.

Kistemann, M. A., Jr., & Lins, R. C. (2014). Enquanto isso na Sociedade de Consumo Líquido-Moderna: a produção de significados e a tomada de decisão de indivíduos consumidores, Boletim de Educação Matemática, 28(50), 1303-1326.

Lima, A. S., & Costa, C. S. (2015). Educação Financeira na Educação Básica: um bom negócio. Educação Matemática em Revista, 44, 30-38.

Lopes, A. R. L. V., & Borba, M. C. (1994). Tendências em educação matemática. Roteiro, 16(32), 49-61.

Moreira, M. A. (2011a). Teorias de Aprendizagem (2ª ed.). São Paulo: EPU.

Moreira, M. A. (2011b). Aprendizagem significativa: a teoria e textos complementares. São Paulo: Livraria da Física.

Moreira, M. A. (2006). A teoria da aprendizagem significativa e sua implementação em sala de aula. Brasília: Universidade de Brasília.

Oliveira, G. A. (2010). A Prática etnomatemática Docente Mediante o uso da Teoria das Situações Didáticas. In: X Encontro Nacional de Educação Matemática Educação Matemática, Cultura e Diversidade, Salvador – BA.

Oliveira, M. M. (2011). Como fazer projetos, relatórios, monografias, dissertações, teses. (5ª ed., 197 p.). Rio de Janeiro: Elsevier.

Pernambuco. (2012). Parâmetros para a Educação Básica do estado de Pernambuco - Parâmetros Curriculares de Matemática Educação de Jovens e Adultos. Pernambuco: Undime.

Punhagui, B. C., Vieira, S. F. A., & Favoreto, R. L. (2016). Educação financeira e decisões de consumo: uma pesquisa com servidores públicos do Instituto Agronômico do Paraná. Revista de Estudos Contábeis, 7(12), 97-116.

Queiroz, M. R. P. P., & Barbosa, J.C. (2016). Características da Matemática Financeira Expressa em Livros Didáticos: conexões entre a sala de aula e outras práticas que compõem a Matemática Financeira disciplinar. Boletim de Educação Matemática, 30(56), 1280-1299.

Resende, A. F., & Kistemann, M. A., Jr. (2013). A Educação Financeira na Educação de Jovens e Adultos: uma leitura da produção de significados financeiro-econômicos de dois indivíduos-consumidores (Dissertação de mestrado). Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF, Juiz de Fora, MG, Brasil.

Reis, J. F. (2010). Etnomatemática, educação matemática crítica e pedagogia dialógico-libertadora: contextos e caminhos pautados na realidade sociocultural dos alunos (Dissertação de mestrado). Universidade Federal de Goiás - UFG, Goiânia, GO, Brasil.

Rosa, M., & Orey, D. C. (2006). Abordagens atuais do programa Etnomatemática: delineando um caminho para a ação pedagógica. Boletim de Educação Matemática, 19(26), 1-26.

Rosa, M., & Orey, D. C. (2012). O campo de pesquisa em etnomodelagem: as abordagens êmica, ética e dialética. Educação e Pesquisa, 38(04), 865-879.

Savoia, J. R. F., Saito, A. T., & Santana, F. A. (2007). Paradigmas da educação financeira no Brasil. Revista de Administração Pública, 41(6), 1121-1141.




DOI: https://doi.org/10.30612/tangram.v2i1.8848

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.

 

ISSN: 2595-0967

Indexadores

 

Divulgador

 

Programa Anti-plágio utilizado