A vitória do controle: reflexões de uma experimentação que não aconteceu

Albio Fabian Melchioretto, Filomena Maria Gonçalves da Silva Cordeiro Moita

Resumo


A presente reflexão é fruto de uma parte da pesquisa de dissertação e buscará refletir a primeira tentativa de vivenciar a aplicação de uma aula de filosofia com uso de redes sociais virtuais em uma escola da rede pública do Estado de Santa Catarina, Brasil. A problemática que envolve a pesquisa é uma análise dos fatos, a partir de uma leitura de Gilles Deleuze e Félix Guattari, a partir da apresentação das características aproximativas do rizoma. Os fatos consentem na análise dos mecanismos de controle que impediram a realização da atividade com os sujeitos previstos. A pesquisa tem por objetivo refletir o exercício de mecanismos de controle que atuam sobre a escola e os escolares. A reflexão é guiada por uma leitura dos pensadores franceses, onde o rizoma é tomado como método guia para a experimentação e para a análise dos resultados. O instrumento de coleta da pesquisa foi a construção de um diário de bordo.

Palavras-chave


Educação. Redes sociais. Rizoma. Filosofia.

Texto completo:

PDF

Referências


AGUIAR, Lisiane Machado. As potencialidades do pensamento cartográfico: a cartografia de Deleuze e Guattari como método de pesquisa processual. In: Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, XXXIII Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, 2010. Caxias do Sul, RS, 2 a 6 de setembro de 2010.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular: Consulta Pública. Proposta Preliminar. Segunda versão revista. Brasília: [S. n.], 2015.

BRASIL. Ciências humanas e suas tecnologias: orientações curriculares para o Ensino Médio. Volume 3. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2006.

CERVI, Gicele Maria. Política na sociedade de controle. Rio de Janeiro: Achiamé, 2013.

DELEUZE, Gilles. Post-Scriptum na sociedade de controle p. 219 – p. 226 in Conversações: 1972 – 1990. Rio de Janeiro: Editora 34, 1992.

DELEUZE, Gilles. GUATTARI, Félix. Mil platôs: capitalismo e esquizofrenia. Volume 1. 2ª Reimpressão. Rio de Janeiro: Editora 34, 2000.

DEMARCHI, Marisa Elsa. Tecnologias na escola: o mito de Sísifo ou um salto na aprendizagem [dissertação]. Blumenau: Universidade Regional de Blumenau, FURB. Centro de Ciências da Educação, CCE. Programa de Pós-graduação em Educação, PPGE. Mestrado em Educação, 2005.

GALLO, Sílvio. Deleuze e a educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2003.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo: Editora 34, 1999.

PASSOS, Eduardo; KASTRUP, Virgínina; ESCÓSSIA, Liliada da (org.). Pistas do método da cartografia: pesquisa-intervenção e produção de subjetividade. Porto Alegre: Sulina, 2009.

RECUERO, Raquel. Redes sociais na internet. Porto Alegre: Sulina, 2009.

SANTA CATARINA, Secretaria de Estado da Educação e do Desporto. Proposta Curricular de Santa Catarina: Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio: Disciplinas curriculares. Florianópolis: COGEN, 1998.

SANTA CATARINA. Governo do Estado de. Secretaria de Estado de Educação. Proposta Curricular de Santa Catarina: formação integral na Educação Básica. [S.I]: [S. n.], 2014.

SGOBIN, Alexsandro. Naus deleuzinas: em busca de práticas-de-aula-que-se-querem-rizomar, p. 251-260. In.: GALLO, Sívio; NOVAES, Marcus; GUARIENTI, Laisa Balncy de Oliveira (orgs.). Conexões, Deleuze e política e resistência e... Petrópolis: De terus et alli; Campinas: ALB; Brasília: CAPES, 2013.




DOI: https://doi.org/10.30612/eadtde.v7i9.10727

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.