A identidade da Igreja Adventista do Sétimo Dia no Facebook

Maria Bernardes Costas

Resumo


As redes sociais tornaram-se ferramentas essenciais para que uma marca possa interagir e realizar um trabalho mais eficaz no que diz respeito à comunicação corporativa. O Facebook oportunizou que as organizações atendam e conversem com o público de forma rápida, isto pode fazer com que as pessoas se identifiquem e confiem na marca. A ferramenta também possibilitou o monitoramento de como as informações estão sendo disseminadas. O objetivo deste trabalho é analisar que tipo de conteúdo a Igreja Adventista do Sétimo Dia tem veiculado em sua fanpage e se ele tem servido para reforçar a identidade da organização. Para a coleta de dados, utilizou-se da observação do conteúdo publicado e o alcance do mesmo através da análise de conteúdo.


Palavras-chave


Redes sociais. Facebook. Fanpage. Adventista.

Texto completo:

PDF

Referências


BRANDÃO, Helena Hathsue Nagamine. Introdução à análise do discurso. São Paulo: Ed. UNICAMP, 2004.

CASTELLS, Manuel. O poder da identidade. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

FONSECA, Alexandre Brasil. Muito além do sábado: o pioneirismo adventista na mídia eletrônica religiosa. Artigo científico, Revista de Estudos da Religião – REVER. Disponível em: http://www.pucsp.br/rever/rv3_2008/t_fonseca.pdf. Acesso em 20 de março de 2016.

GOMES, Renato e SOUZA, Ibrahim. Desvendando as Redes Sociais: O papel das redes sociais como ferramenta da publicidade na web. Artigo científico, Faculdades Integradas Claretianas. Rio Claro: 2010. Disponível em: http://midiaboom.com.br/wp-content/uploads/2010/06/Desvendando-as-Redes-Sociais-O-papel-das-redes-sociais-como-ferramenta-da-publicidade-na-web.pdf. Acesso em: 07 de agosto de 2016.

GUEDES, Camila Rodrigues. O marketing de relacionamento nas mídias sociais: Análise das companhias aéreas Gol e Azul no Facebook. 78p. Monografia (Graduação em Comunicação Social) – Faculdade de Comunicação Social, Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora. Disponível em: http://www.ufjf.br/facom/files/2013/05/Monografia-Camila-Rodrigues-Guedes.pdf. Acesso em: 07 de agosto de 2016.

LIMA, Telma e MIOTO, Regina. Procedimentos metodológicos na construção do conhecimento científico: a pesquisa bibliográfica. Artigo científico, Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC. Florianópolis: 2007. Disponível em: www.scielo.br/pdf/rk/v10nspe/a0410spe. Acesso em 17 de março de 2016.

MUNHOZ, Larissa. Redes sociais na Internet como ferramenta da comunicação empresarial: o caso da Revista Gloss no Orkut. Artigo científico, Universidade Católica de Pelotas. Pelotas: 2009. Disponível em: http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2009/resumos/R4-2662-1.pdf. Acesso em: 21 de agosto de 2016.

PORTO, Camila. Facebook Marketing. São Paulo: Novatec, 2014.

TEIXEIRA, Patrícia B. Caiu na rede. E agora? Gestão e gerenciamento de crise nas redes sociais. 1ª Ed. São Paulo: Évora, 2013.

TORRES, Claudio. Quatro papéis da comunicação empresarial nas mídias sociais. iMasters, 2010. Disponível em: http://imasters.com.br/artigo/18412/redes-sociais/os-quatro-papeis-da-comunicacao-empresarial-nas-midias-sociais/. Acesso em 17 de março de 2016.

VENETIANER, Tom. Como vender seu peixe na Internet: um guia prático de marketing e comércios eletrônicos. Rio de Janeiro: Campus, 1999.

Fonte: State of Connectivity 2015: A Report on Global Internet Access, julho de 2016.

Fonte: Facebook Business, julho de 2016.

Fonte: site da Igreja Adventista do Sétimo Dia, agosto de 2016.

O envolvimento é o resultado dos compartilhamentos somado ao número de curtidas e comentários.




DOI: https://doi.org/10.30612/eadtde.v8i10.11017

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.