30 anos da ALAB: desafios, rupturas e possibilidades de pesquisa em Linguística Aplicada

Paula Tatianne Carréra Szundy, Thayse Figueira Guimarães

Resumo


Esse dossiê especial que celebra os 30 anos da ALAB traz para o debate as paisagens epistemológicas que vem sendo desenhadas por linguistas aplicados/as brasileiros/as em processos de compreensão e transformação de práticas de linguagens situadas e socialmente relevantes. No escopo de múltiplas abordagens teórico-metodológicas abarcadas pela LA contemporânea, o dossiê reúne estudos de natureza inter/trans/indisciplinar voltados para questões relativas a desigualdades sociais, políticas, étnicas, culturais, educacionais em suas dimensões discursivas. Com o intuito de fomentar a reflexão acerca dos desafios, rupturas e possibilidades de pesquisa em LA, o dossiê busca contemplar os problemas e/ou desafios do mundo atual que interessam (ou podem interessar) à Linguística Aplicada; diálogos e/ou perspectivas inter/trans/indisciplinares que podem ser tecidos para lidar com esses desafios; tessituras epistemológicas possíveis e/ou necessárias para compreender e transformar os usos (e abusos) de recursos semióticos na contemporaneidade; papeis que o/a linguista aplicado/a deve desempenhar na compreensão e transformação de políticas públicas.

Palavras-chave


30 anos da Alab; Desafios; rupturas; possibilidades

Texto completo:

PDF

Referências


ARCHANJO, R. Linguística Aplicada: uma identidade construída nos CBLA. Belo Horizonte: Revista Brasileira de Linguística Aplicada. v. 11, n.3, 2011, p. 609-632.

BAKHTIN, M. Para uma filosofia do ato responsável. Organização por Augusto Ponzio e Grupo de Estudos dos Gêneros do Discurso – CEGE/UFsCar. Trad. por Valdemir Miotello; Carlos Alberto Faraco. São Carlos: Pedro & João Editores, 2010 [1920-24).

CELANI, M. A. A. Afinal, o que é Linguística Aplicada?. In: ZANOTTO DE PASCHOAL, M. Lingüística Aplicada: Da aplicação da lingüística à lingüística transdisciplinar. Educ, 1992, p. 15-23.

CELANI, M. A. A. Transdisciplinaridade na Linguística Aplicada no Brasil. In: SIGNORINI, I.; CAVALCANTI, M. C. Lingüística Aplicada e Trandisciplinaridade. Campinas, SP: Mercado de Letras, 1998/2004, p. 129-142.

COOK, G. Applied Linguistics. Oxford University Press, 2003.

KLEIMAN, A. “O estatuto disciplinar da Lingüística Aplicada: o traçado de um percurso, um rumo para o debate”. In: SIGNORINI, I.; CAVALCANTI, M. C. Lingüística Aplicada e Trandisciplinaridade. Campinas, SP: Mercado de Letras, 1998/2004, p. 51-77.

MARCUS, G. E. Ethnography in/of the world system. The emergence of multi-sited ethnography. Annual Review of Anthropology, n.24, 95 – 117, 1995.

MOITA LOPES, L. P. Oficina de Linguística Aplicada. Campinas, SP: Mercado de Letras, 1996.

MOITA LOPES, L. P. Fotografias da Linguística Aplicada no campo de línguas estrangeiras no Brasil. Documentos de Estudo em Linguística Teórica e Aplicada (D.E.L.T.A), vol. 15, n. Especial, p. 419-435, 1999.

MOITA LOPES, L. P (Org.). Por uma lingüística aplicada indisciplinar. São Paulo: Parábola, 2006.

SIGNORINI, I. Do residual ao múltiplo e ao complexo: o objeto a pesquisa em Lingüística Aplicada. In SIGNORINI, I.; CAVALCANTI, M. C. Lingüística Aplicada e Trandisciplinaridade. Campinas, SP: Mercado de Letras, 1998/2004, p. 99-110.

SZUNDY, P. T. C.; NICOLAIDES, C. . A "ensinagem" de línguas no Brasil sob a perspectiva da Linguística Aplicada: um paralelo com a história da ALAB. In GERHARDT, A. F. L. M.; AMORIM, M. A.; CARVALHO, A. M. (Org.). Linguística Aplicada e ensino: língua e literatura. Campinas: Pontes Editores, 2013, v. 1, p. 15-46.

SZUNDY, P. T. C; FABRICIO, B. F. Linguística Aplicada e indisciplinaridade no Brasil: promovendo diálogos, dissipando brumas e projetando desafios. In SZUNDY, P. T. C.; TÍLIO, R.; MELO, G. C. V.. (Org.). Inovações e desafios epistemológicos em Linguística Aplicada: perspectivas sul-americanas. 1ed.Campinas: Pontes Editores, 2019, v. 1, p. 63-89.

SZUNDY, P. T. C.; TÍLIO, R.; MELO, G. C. V. Apresentação. In SZUNDY, P. T. C.; TÍLIO, R.; MELO, G. C. V.. (Org.). Inovações e desafios epistemológicos em Linguística Aplicada: perspectivas sul-americanas. 1ed.Campinas: Pontes Editores, 2019, v. 1, p. 7-17.




DOI: https://doi.org/10.30612/raido.v14i36.13240

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.