Experiência Estética

Curadoria Educativa para Educadores de Arte na Educação Básica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30612/eduf.v13i00.17727

Palavras-chave:

Experiência estética, Curadoria educativa, Educadores de arte

Resumo

A Curadoria Educativa e Experiência Estética apresentam uma lacuna. O presente estudo tem como objetivo compreender a experiência estética na curadoria educativa. Por meio de uma revisão bibliográfica acerca dos conceitos presentes nas produções remanescentes dos últimos 5 anos, foram consultados artigos em dois bancos de dados. A seleção abrangeu os artigos que mais se aproximam das temáticas em questão. Os dados foram organizados em um quadro para facilitar a análise. Na interpretação desses dados, adotou-se a hermenêutica filosófica. Nessa perspectiva, o pesquisador encontra limitações impostas por sua própria historicidade, revelando assim o horizonte histórico e o caráter da tradição. Os resultados obtidos indicam a necessidade de abordar a curadoria educativa alinhada a aspectos estéticos e éticos, visando o desenvolvimento da autonomia dos sujeitos. Além disso, surgem questionamentos acerca da consolidação da curadoria educativa nas formações iniciais e da sua importância nas formações continuadas dos educadores de Arte.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leila Sampaio da Silva, Universidade Cidade de São Paulo

Mestranda em Educação. Docente da Rede Estadual do Estado de São Paulo.

Margaréte May Berkenbrock- Rosito, Universidade Cidade de São Paulo

Doutorado em Educação (UNICAMP). Docente no Programa de Pós-Graduação. Doutorado e Mestrado em Educação.

 

Kiara Maia de Oliveira, Universidade Cidade de São Paulo

Mestranda em Educação. Docente e Formadora de Professores da Rede Municipal de Ensino de São Paulo.

Juliana Cavalcanti Candelária, Universidade Cidade de São Paulo

Mestranda em Educação. Docente e Formadora de Professores da Rede Municipal de Ensino de São Paulo.

Referências

ADORNO, T. W. Teoria estética. Lisboa: Edições 70, 2008.

BARBOSA, A. M. Arte-educação pós colonialista no Brasil: aprendizagem triangular. Comunicação & Educação, São Paulo, n. 2, p. 59-64, 1995. DOI: 10.11606/issn.2316-9125.v0i2p59-64. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/comueduc/article/view/36136. Acesso em: 19 nov. 2023.

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN): Arte. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1997.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Educação é a Base. Brasília, MEC/CONSED/UNDIME, 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em: 19 nov. 2023.

CORTELLA, M. S.; DIMENSTEIN, G. A era da curadoria: o que importa é saber o que importa! (Educação e formação de pessoas em tempos velozes). Campinas, SP: Papirus 7 Mares, 2015.

DA SILVA DINIZ, G.; FIGUEIREDO LAGE, C. Curadoria Educativa e Mediação Cultural em Exposições de Artes Visuais (Dossiê: A História da Arte e das Artes Plásticas nas narrativas sobre curadorias e exposições). Linguagens nas artes, [S. l.], v. 2, n. 1, p. 29–38, 2021. Disponível em: https://revista.uemg.br/index.php/linguagensnasartes/article/view/5593. Acesso em: 17 nov. 2023.

DOWBOR, F. F. Quem educa marca o corpo do outro. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2008.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 31. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2005.

FREIRE, M. W.; SALES, F.; SAYÃO, F. Curadoria digital no contexto artístico e cultural: possibilidades de reuso de dados de arte. Encontros Bibli: Revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, Florianópolis, v. 25, p. 01–21, 2020. DOI: 10.5007/1518-2924.2020.e74280. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/74280. Acesso em: 19 nov. 2023.

GADAMER, H. G. Sobre o Círculo da Compreensão. In: ALMEIDA, C. L. S.; FLICKINGER, H. G.; ROHDEN, L. (org.). Hermenêutica filosófica: nas trilhas de Hans-Georg Gadamer. Porto Alegre: EdiPUCRS, 2000a.

GADAMER, H. G. Verdade e método. Petrópolis, RJ: Vozes, 2000b.

LANGIE, C. Cinema brasileiro para além do espetáculo: pistas para uma curadoria criativa em cinemas universitários. Orson - Revista dos Cursos de Cinema do Cearte UFPEL, [S. l.], v. 1, p. 150-167, 2017. Disponível em: https://orson.ufpel.edu.br/content/12/artigos/primeiro_olhar/02-primeiro-olhar-02-langie.pdf. Acesso em: 19 nov. 2023.

MARTINS, M. C. Arte, só na aula de arte?. Educação, Porto Alegre, v. 34, n. 3, 2011. Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faced/article/view/9516. Acesso em: 19 nov. 2023.

MARTINS, M. C.; PICOSQUE, G. Inventário dos Achados: o olhar do professor-escavador de sentidos. Material educativo da 4ª Bienal do Mercosul. 2003. Disponível em: https://www.bienalmercosul.art.br/_files/ugd/2468f7_156a6c62f6264ea89e188944cc9fe903.pdf. Acesso em: 19 nov. 2023.

MARTINS, M. C. (coord.). Curadoria educativa: inventando conversas. Reflexão e Ação – Revista do Departamento de Educação/UNISC, [S. l.], v. 14, n.1, p. 9-27, 2006. Disponível em: http://fvcb.com.br/site/wp-content/uploads/2012/05/Canal-do-Educador_Texto_Curadoria-Educativa.pdf. Acesso em: 19 nov. 2023.

OLIVEIRA, K. M. Experiência estética e narrativas (auto) biográficas: uma urdidura da autonomia e submissão tramada de medo e ousadia na tecedura da “Colcha de retalhos”. Orientadora: Margaréte May Berkenbrock-Rosito. 2022. 283 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Cidade de São Paulo, São Paulo, 2022.

PILLOTTO, S. S. D.; SILVA, C. C. As linguagens da arte na infância: experiências, sentidos e imaginação. In: PILLOTTO, S. S. D. (org.). Linguagens da arte na infância. Joinville: Univille, 2007.

RIO GRANDE DO SUL. História das Artes Visuais na FURG. 2002. Disponível em: https://artes.furg.br/historico. Acesso em: 19 nov. 2023.

SÃO PAULO. Secretaria da Educação. Currículo do Estado de São Paulo: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias. 2. ed. São Paulo: [s. n.], 2011.

SÃO PAULO. Secretaria da Educação. Currículo Paulista: Etapa Ensino Médio. São Paulo: SEDUC-SP, 2020. Disponível em: https://efape.educacao.sp.gov.br/curriculopaulista/wp-content/uploads/2020/08/CURR%C3%8DCULO%20PAULISTA%20etapa%20Ensino%20M%C3%A9dio.pdf. Acesso em: 19 nov. 2023.

SCHILLER, F. A. Educação estética do homem: numa série de cartas. São Paulo: Iluminuras, 2002.

SIEBRA, S. A.; BORBA, V. R.; MIRANDA, M. K. F. O. Curadoria Digital: um termo interdisciplinar. Informação & Amp; Tecnologia, [S. l.], v. 3, n. 2, p. 21–38, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/itec/article/view/38408. Acesso em: 19 nov. 2023.

SPERBER, J. I.; DEVEGILI, A.; RIBEIRO, T.; SOUZA, K. A. L. Contribuições do processo de curadoria para a formação de professores de arte: em foco o 1º Desafio das Artes Visuais. Revista de Educação Popular, Uberlândia, v. 21, n. 2, p. 395–411, 2022. DOI: 10.14393/REP-2022-63721. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/reveducpop/article/view/63721. Acesso em: 19 nov. 2023.

TREZZI, C.; RECH, R. Da libertação: Educação e ideologia no pensamento de Paulo Freire. Revista @mbienteeducação, São Paulo, v. 15, n. 00, 2022. DOI: 10.26843/ae.v15i00.1170. Disponível em: https://publicacoes.unicid.edu.br/index.php/ambienteeducacao/article/view/1170Acesso em: 19 nov. 2023.

UTUARI, S. Encontros com Arte e Cultura. 1. ed. São Paulo: FTD Educação, 2012.

VERGARA, L. G. Curadorias educativas: a consciência do olhar: percepção imaginativa: perspectiva fenomenológica aplicadas à experiência estética. In: ENCONTRO NACIONAL DA ANPAP, 8., 1996. Anais[...]. São Paulo: ANPAP; ECA; USP, São Paulo, 1996.

VIANNA, R. S.; MELO, G. A. M.; MINISTÉRIO, A. C. V. Construção coletiva de uma metodologia de mediação cultural para a educação básica. Revista Educação, Artes e Inclusão, Florianópolis, v. 18, p. e0026, 2022. DOI: 10.5965/19843178182022e0026. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/arteinclusao/article/view/17421. Acesso em: 19 nov. 2023.

Publicado

2023-12-20

Como Citar

SAMPAIO DA SILVA, Leila; BERKENBROCK- ROSITO, Margaréte May; OLIVEIRA, Kiara Maia de; CANDELÁRIA, Juliana Cavalcanti. Experiência Estética: Curadoria Educativa para Educadores de Arte na Educação Básica. Educação e Fronteiras, Dourados, v. 13, n. 00, p. e023015, 2023. DOI: 10.30612/eduf.v13i00.17727. Disponível em: https://ojs.ufgd.edu.br/educacao/article/view/17727. Acesso em: 23 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos Demanda Contínua