Imagens para não deixar de ver o gesto inumano

Autores

  • Guilherme Foscolo de Moura Gomes Universidade Federal do Sul da Bahia
  • Cynthia de Cássia Santos Barra

DOI:

https://doi.org/10.30612/raido.v11i28.6330

Palavras-chave:

Imagens. Gestos. Tecnologia.

Resumo

Seguindo a pegada deixada por Didi-Huberman e colocando em destaque a questão política da produção e reprodução das imagens, este ensaio pretende pensar as disputas tecnopolíticas por recurso a imagens. Nesse sentido, duas imagens específicas emergem no contexto das experiências transversais de formação acadêmica nas universidades brasileiras, imagens que contam com a presença de mestres e mestras de tradições orais como sujeitos capazes de legitimar modos outros de produção de saber e de fazer estético-políticas. A partir daí, coloca-se em movimento uma discussão que compreende a materialidade dos aparatos tecnológicos (via Nietzsche, Marx e Kittler), a teoria geral dos gestos em Flusser, o conceito de dispositivo para Agamben e as relações entre estética e política, segundo Benjamin e Rancière. Se parece evidente, de partida, que não se passa — — que não passaremos jamais — pelas tecnologias impunemente, o que (nos) resta como possibilidade de resistência e de potência de vida para o combate frente ao avanço aniquilador da falsa política? Pouco, talvez nada, talvez um quase nada, apenas, talvez, e ainda, imagens.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGAMBEN, Giorgio. “Notas sobre o gesto”. Trad.: Vinícius Nicastro Honesko. Em: Artefilosofia, N. 4, Ouro Preto, Jan.2008.

AGAMBEN, Giorgio. “O que é um dispositivo”. Em: Outra Travessia, n.5, Florianópolis, 2005.

BENJAMIN, Walter . Magia e Técnica, Arte e Política (Obras escolhidas, v.1). “A obra de arte na era de sua reprodutibilidade técnica”. iBooks.

BUCK-MORSS, Susan. “Aesthetics and Anaesthetics: Walter Benjamin’s Artwork Essay Reconsidered”. In: October, vol.62 (Autumn 1992).

FLUSSER, Vilém. Gestures. Trad.Nancy Ann Roth. Minneapolis/London: University of Minnesota Press, 2014.

KITTLER, Friedrich. Grammophon, Film, Typewriter. Trad. e introdução: Geoffrey Winthrop-Young e Michael Wutz. Stanford, California: Stanford University Press, 1999.

LLANSOL, Maria Gabriela. O Senhor de Herbais: breves ensaios literários sobre a reprodução estética do mundo, e suas tentações. Lisboa: Relógio D`água, 2002.

MARX, Karl. Grundrisse: Manuscritos econômicos de 1857-1858: Esboços da crítica da economia política. Trad. de Mario Duayer e Nélio Schneider. São Paulo: Boitempo, 2011.

MARX, Karl. O Capital: crítica da economia política. Livro I: o processo de produção do capital. Trad. Rubens Enderle. São Paulo: Boitempo, 2013.

NIETZSCHE, Friedrich. Genealogia da moral: uma polêmica. Trad. notas e posfácio: Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 1998. GM II:3.

RANCIÈRE, Jacques. A partilha do sensível: estética e política. Trad. Mônica Costa Netto. São Paulo: Ed.34, 2005.

Downloads

Publicado

2017-12-21

Como Citar

Gomes, G. F. de M., & Barra, C. de C. S. (2017). Imagens para não deixar de ver o gesto inumano. Raído, 11(28), 65–80. https://doi.org/10.30612/raido.v11i28.6330

Edição

Seção

PARTE I - LITERATURA E IMAGEM: QUESTÕES TEÓRICAS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)