‘O poder da sala de aula’ - produções discursivas no contexto da formação inicial de professores para o Ensino Fundamental I

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30612/raido.v16i40.16384

Palavras-chave:

formação inicial de professores, intersubjetividade, enunciado, autoria e formação

Resumo

Inseridas na formação inicial de professores temos como objetivo problematizar algumas experiências vividas nas disciplinas do eixo teórico-prático do currículo, com vistas a fornecer subsídios para o adensamento teórico sobre as relações possíveis entre leitura de literatura e formação profissional docente. Amparadas nos aspectos trans/inter/multi, da Linguística Aplicada, retomamos produções acadêmicas das/dos estudantes no cotidiano universitário de formação. Entendemos que o processo de formação se constitui na intersubjetividade, mediado pela linguagem. Apoiadas na perspectiva do Círculo de Bakhtin, que destaca a centralidade da linguagem e do outro na constituição de nossa subjetividade, buscamos angariar pistas, indícios, tal como guia o paradigma indiciário, nos enunciados produzidos no contexto do processo de reflexão das/dos discentes que envolve a experiência inicial da docência. Nossas práticas pedagógicas se orientam pelos sentidos ético e estético da formação, uma vez que ambos se constituem na dimensão de compreensão pela vivência, mais do que pela explicação, produzindo saberes em si e no outro; e em nós, professoras e pesquisadoras, a indagação sobre o que podemos aprender, como formadoras de professores, com as produções das/dos estudantes em formação. As abordagens assumidas durante o processo de ensino mediado pela prática da leitura de literatura e com as artes em geral, alimentam o olhar estético, ético e polêmico, o que tem nos mostrado caminhos na construção de autorias no dizer-se/narrar-se professora/professor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALMEIDA, Milton J. de. Suah’Leng’hor. São Paulo: Cortez, 1991.

AMORIM, Marília. O pesquisador e seu outro: Bakhtin nas Ciências Humanas. São Paulo: Musa Editora, 2004.

BAKHTIN, Mikhail. Problemas da poética de Dostoiévski (tradução de Paulo Bezerra). (2ª ed.) Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1997a.

BAKHTIN, Mikhail. Estética da Criação Verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. Tradução de Maria Ermantina Galvão G. Pereira. 2ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 1997b.

BRAIT, Beth. Na Rússia czarista à web in ______ (org). Bakhtin e o círculo. São Paulo: Contexto, 2016a. ______. (org.) Bakhtin e o círculo. São Paulo: Contexto, 2016b.

BRANDÃO, H. N. Escrita, leitura, dialogicidade. In: BRAIT, B. (Org.). Bakhtin, dialogismo e construção do sentido. Campinas, SP: Unicamp, 1997, p. 281-288.

CELANI, Maria Antonieta Alba. Afinal, o que é Linguística Aplicada? In PASCHOAL, Mara S. Z. e CELANI, Maria Antonieta A. (orgs) Linguística Aplicada: da aplicação da linguística à linguística transdisciplinar. São Paulo: EDUC, 1992.

CORBINI, Vadinea Detoni. Leitura da literatura na infância e mediação pedagógica. Dissertação (mestrado) – Universidade Metodista de Piracicaba, Piracicaba, SP: 2015.

FARACO, Carlos Alberto. Autor e autoria. In BRAIT, Beth (org.). BAKHTIN: conceitos-chave (4ª ed.). São Paulo: Contexto, 2008.

FONTANA, Roseli Ap. Cação. Como nos tornamos professoras? Belo Horizonte: Autêntica, 2000. GERALDI, João Wanderley. Concepções de linguagem e ensino de Português In: GERALDI, João Wanderley (org.). O texto na sala de aula. São Paulo: Ática, 1997.

GUEDES-PINTO, Ana Lúcia e OMETTO, Cláudia B. C. N. A relação com o outro na dinâmica escolar: o que nos ensina Paulo Freire. In KLEIMAN, Angela; SANTOS- -MARQUES, Ivoneide e LEURQUIN, Eulália (orgs). O humanismo ético de Paulo Freire: impactos na configuração de estudos sobre a linguagem e ensino. Campinas, SP: Pontes Editores, 2021.

HELLER, Agnes. O cotidiano e a história. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1989.

KLEIMAN, Angela B. e CAVALCANTI, Marilda. O DLA: uma história de muitas faces, um mosaico de muitas histórias. In KLEIMAN, A. e CAVALCANTI, M. Linguística Aplicada: suas faces e interfaces. Campinas: Mercado de Letras, 2007.

KONDER, L. As artes da palavra: elementos para uma poética marxista. São Paulo: Boitempo, 2005.

MOITA LOPES, Luiz Paulo da. Introdução. Fotografias da Linguística Aplicada brasileira na modernidade recente: contextos escolares. In MOITA LOPES, L. P. (org) Linguística Aplicada na Modernidade recente: Festschrift para Antonieta Celani. São Paulo: Parábola; Cultura Inglesa, 2013.

OMETTO, Cláudia Beatriz de C. N.; CRISTOFOLETI, Rita de Cássia. A leitura da literatura como possibilidade de formação. Revista Leitura: Teoria & Prática / Associação de Leitura do Brasil - ano 1, n. 0. 1982. Campinas, SP: Global, 2012.

OMETTO, Cláudia B. C. N. e GUEDES-PINTO, Ana Lúcia. A leitura da literatura na formação continuada de professores: uma potente linguagem para ressignificação das práticas escolares. In Revista Prolíngua, vol. 13, n. 2, João Pessoa, PB, 2018.

PETIT, Michèle. Os jovens e a leitura: uma nova perspectiva. São Paulo: Ed. 34, 2008.

VIGOTSKI, Liev. Psicologia pedagógica. (trad. Claudia Schilling). Porto Alegre: Artmed, 2003.

______. A construção do pensamento e da linguagem (Tradução Paulo Bezerra) (2ª ed. 5ª tiragem). São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2021.

VOLÓCHINOV, Valentin. A palavra na vida e a palavra na poesia: ensaios, artigos, resenhas e poemas. (organização, tradução ensaio introdutório e notas de Sheila Grillo e Ekaterina Vólkova Américo. São Paulo: Editora 34, 2019.

______. A palavra na vida e a palavra na poesia: para uma poética sociológica. In ______. A palavra na vida e a palavra na poesia: ensaios, artigos, resenhas e poemas. (organização, tradução ensaio introdutório e notas de Sheila Grillo e Ekaterina Vólkova Américo. São Paulo: Editora 34, 2019.

Downloads

Publicado

2022-09-30

Como Citar

Guedes-Pinto, A. L., & Ometto, C. B. de C. N. . (2022). ‘O poder da sala de aula’ - produções discursivas no contexto da formação inicial de professores para o Ensino Fundamental I. Raído, 16(40), 218–237. https://doi.org/10.30612/raido.v16i40.16384

Edição

Seção

Formação de professoras de Português na Licenciatura em Pedagogia: olhares da LA