Aquisição da escrita organizada no gênero: a adivinha na dinâmica da atividade de linguagem

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30612/raido.v16i40.16374

Palavras-chave:

Produção textual na alfabetização, Gênero Textual, Adivinha, Pareamento linguagem-pensamento

Resumo

Este artigo, que tematiza a produção de textos no primeiro ano do Ensino Fundamental, tem por objetivo identificar as dimensões ensináveis do gênero adivinha e demonstrar que esse gênero é promissor para se realizar um trabalho didático para o ensino da aquisição da escrita. A fundamentação teórico-metodológica sustenta-se na Psicologia Histórico-Cultural, sobretudo nos estudos de Vigotski (1996, 2000; 2007); Luria e Leontiev (2016); Bakhtin (2003); no Interacionismo Sociodiscursivo (BRONCKART, 2003) e em sua Engenharia Didática (2004), dentre outros estudiosos do ISD e do gênero adivinha, preocupados com o ensino da escrita. Traz resultados de uma pesquisa experimental colaborativa desenvolvida no ano de 2019, que se inscreve na Linguística Aplicada, sustentada pela abordagem qualitativa interpretativa. Como resultado, comprovamos a complexidade do gênero adivinha por potencializar sistema de representação de mundo e que esse gênero possibilita a transição das atividades-guias: jogo de papel social para a atividade de estudo, esta última realizada por meio de jogos com a linguagem. Comprovamos também que os alfabetizandos produziram, inicialmente, textos com autonomia e sentido, utilizando-se de recursos semióticos, reverberando
aspectos das teorias de fundamentos desta pesquisa, consolidando o trabalho com os gêneros discursivos no processo de aquisição da escrita organizada no gênero, no primeiro ano escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALENCAR, J. de. Brincando com adivinhas. São Paulo: Paulus, 2010.

BAKHTIN, M. Os gêneros do discurso. In Estética da criação verbal. Paulo Bezerra (Organização, Tradução do russo, Prefácio).4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

BRONCKART, J, P. Atividades de linguagem, textos e discursos: Por um interacionismo sociodiscursivo. Trad. Anna Raquel Machado, Péricles Cunha. São Paulo: EDUC, 2003.

CARVALHO, S. R; MARTINS, L. M. Idade adulta, trabalho e desenvolvimento psíquico.

In MARTINS, L. M; ABRANTES, A. A; FACCI, M. G, (Org.). Periodização histórico-

cultural do desenvolvimento psíquico: do nascimento à velhice. Campinas, SP:

Autores Associados, 2016.

DIONÍSIO, A. P. O que é a adivinhação?. In Revista da Faced, nº 9, Baia: Universidade

Federal da Baia. 2005, p. 35-54.

ELKONIN, D. Sobre el problema de la periodización del desarrollo psíquico en la

infancia. In: DAVIDOV, V; SHUARE, M. (Org.). La psicología evolutiva y pedagógica

en la URSS (antologia). Moscou: Progresso, 1987.

FERNANDES, F. Contribuição para o Estudo Sociológico das Adivinhas Paulistanas.

Revista de História. v. 4 n. 9, 1952.

FERREIRA, D. C. de A; ARAÚJO, R. K. N; MELO, C. T. O gênero adivinha enquanto

unidade textual-discursiva: uma possibilidade de ampliação da aprendizagem no

ensino de língua portuguesa. Campina Grande, REALIZE editora, 2012.

FERREIRA, D. C. De A. O gênero textual adivinha na sala de aula das séries inicias:

concepções teóricas e práticas pedagógicas. Anais I CINTEDI... Campina

Grande: Realize Editora, 2014. Disponível em: <http://www.editorarealize.com.br/artigo/

visualizar/9020>. Acesso em: 08/01/2021 19:22

FURNARI, E. Adivinhe se puder. São Paulo: Moderna, 1994.

JUNIOR, J. T. F; AZEVEDO, N. D. de; CAVALCANTE, M. C. B. Adivinha o que há

entre a transparência e a opacidade da linguagem: elementos para uma abordagem

enunciativa dos sentidos no discurso. Revista Diadorim / Revista de Estudos

Linguísticos e Literários do Programa de Pós-Graduação em Letras Vernáculas da

Universidade Federal do Rio de Janeiro. Volume 14, Dezembro 2013. [http://www.

revistadiadorim.letras.ufrj.br]

LEONTIEV, A. N. O Desenvolvimento do psiquismo. Lisboa: Livros Horizonte, 1978.

MANZONI, R. M; AFONSO, M.; RODRIGUES, L. A. Ferramentas didáticas para o

ensino de língua portuguesa na educação básica: o quê, por que e como ensinar.

ª ed. Bauru-SP: Canal 6, 2021.

MARINI, D. Um estudo das adivinhas: o jogo verbal. Dissertação de mestrado apresentada

à Universidade Estadual de Campinas, 1999.

MARINI-IWAMOTO, D. Os movimentos de sentidos nas adivinhas: um estudo

enunciativo. Tese de doutoramento apresentada à Universidade Estadual de Campinas,

MARTINS, L. M. O desenvolvimento do psiquismo e a educação escolar: contribuições

à luz da psicologia histórico-cultural e da pedagogia histórico-crítica. Campinas,

SP: Autores Associados, 2013.

MENEZES, P. M. Formação de palavras na organização textual das adivinhas. Ao pé

da letra, 1: 147-154, 1999.

MOTA, A. O livro das adivinhas. São Paulo: Leya, 2011.

ROSA, R. A(s) adivinha(s): da expressão oral ao jogo simbólico in Sousa, Filomena

(Coord), Projecto Adivinha-Memóriamedia. Alenquer: Memória Imaterial, CRL/IELT

(16 p.). Consultado (08/01/2021) in http://www.memoriamedia.net/bd_docs/Adivinha/

adivinha_rr.pdf. 2013.

SCHNEUWLY, B; DOLZ, J. Gêneros orais e escritos na escola. Campinas. SP:

Mercado das Letras, 2004.

SCHNEUWLY, B. Gêneros e tipos de discurso: considerações psicológicas e ontogenéticas.

In: DOLZ, J; SCHNEUWLY, B e colaboradores. Gêneros orais e escritos

na escola. Tradução e organização de Roxane H. Rojo e Glaís Sales Cordeiro. Campinas,

SP: Mercado das Letras, 2004.

SILVA, W. R. Tópicos discursivos e formas de construção das adivinhas. In Ao pé da

Letra, Recife: Departamento de Letras UFPE, 1999, p. 185-191.

SILVA, W. R; MUNIZ, K. S. Adivinhas e ensino da língua portuguesa: uma descoberta

in Ao pé da Letra, 3.1, Recife: Departamento de Letras UFPE, 2001, p. 75-84.

SMOLKA, A. L. B. A criança na fase inicial da escrita: A alfabetização como processo

discursivo. 11ª ed. São Paulo: Cortez, 2003.

TODOROV, T. Os gêneros do discurso. São Paulo: Martins Fontes, 1980.

VIGOTSKI, L, S. A construção do pensamento e da linguagem. São Paulo: Martins

Fontes, 2000.

VIGOTSKI, L, S. A formação social da mente. Martins Fontes, 2007.

VYGOTSKI, L, S. Obras escogidas (Vol. 4). Madrid: Visor. 1996.

VIGOTSKI, L, S; LURIA, A, R; LEONTIEV, A, N. Linguagem, Desenvolvimento e

Aprendizagem. São Paulo: Ícone, 2016.

Downloads

Publicado

2022-09-30

Como Citar

Manzoni, R. M. ., & Rodrigues, L. A. (2022). Aquisição da escrita organizada no gênero: a adivinha na dinâmica da atividade de linguagem. Raído, 16(40), 11–44. https://doi.org/10.30612/raido.v16i40.16374

Edição

Seção

Formação de professoras de Português na Licenciatura em Pedagogia: olhares da LA