Letramento multimodal e ensino de línguas: a Linguística Aplicada e suas epistemologias na cultura das mídias

Orlando Vian Jr., Roxane Rojo

Resumo


Este texto se propõe a discutir as noções de modo e de letramento multimodal e sua relevância para o campo de ensino de línguas estrangeiras inserido na cultura das mídias, dado ao fato de que aprendizes, no ensino fundamental, médio, superior e em cursos de idiomas, têm acesso constante a tecnologias digitais móveis para o seus processos de aprendizagem e, por essa razão, estão em contínuo contato com multimodalidades propiciadas pelas novas tecnologias. Interessa-nos, sobremaneira, a discussão sobre os aspectos epistemológicos no campo da Linguística Aplicada e ensino de línguas estrangeiras e o papel que a multimodalidade e o letramento multimodal exercem nessas práticas, essenciais ao ensino e à aprendizagem das tais línguas e à formação de professores de que irão ministrá-las.


Palavras-chave


Modo. Composição multimodal. Letramento multimodal. Ensino de línguas estrangeiras.

Texto completo:

PDF

Referências


CELANI, M. A. A. Afinal o que é Linguística Aplicada? In: PASCHOAL, M. S. Z. de; CELANI, M. A. A. Linguística aplicada: da aplicação da linguística à linguística transdisciplinar. São Paulo: EDUC, 1992. p. 15-23.

DIONÍSIO, A. P. Gêneros Multimodais e Multiletramento. In KARWOSKI, A. M.; GAYDECZKA, B; BRITO, K. S. (Orgs.) Gêneros Textuais: Reflexões e Ensino. Rio de Janeiro: Editora Lucerna, 2006. p. 131-144.

FUZER, C.; CABRAL, S. R. S. Introdução à gramática sistêmico-funcional em língua portuguesa. Campinas: Mercado de Letras, 2014.

HALLIDAY, M.A.K. Language as social semiotic: the social interpretation of language and meaning. London: Edward Arnold, 1978.

HALLIDAY, M.A.K.; MATTHIESSEN, C.M.I.M.; Construing meaning – a language-based approach to cognition. London: Continuum, 1999.

HEBERLE, V. M. Multimodal literacy for teenage EFL students. Caderno de Letras, UFRJ, v. 1, n. 27, 2010, p. 101-116.

HEBERLE, V.M. Estudos em multiletramentos e possíveis intersecções com o ensino de inglês no Brasil. In: MOTA, M.; CORSEUIL, A.; BECK, M.S.; TUMOLO, C. Orgs. Língua e Literatura na Época da Tecnologia. Florianópolis: EDUFSC, 2015, p. 277-290.

HEBERLE, V.M. Linguística Aplicada, multimodalidade e multiletramentos. In: FINARDI, K.R.; TÍLIO, R.; BORGES, V.; DELLAGNELO, A.; RAMOS FILHO, E. (Org.). Transitando e transpondo n(a) linguística aplicada. Campinas: Pontes Editores, 2019, p. 55-82.

HEBERLE, VM.; MEURER, J.L. Aspects of visual analysis for the EFL class. In: Anais do I Congresso Internacional da ABRAPUI. Belo Horizonte: ABRAPUI/ UFMG/ FAPEMIG, v. 01, 2007, p. 1-11.

HEPP, A. O que a cultura das mídias (não) é. Revista Interin, volume 19, número 1, pp. 3-23. Curitiba, 2015.

JENKINS, H. Cultura da convergência. São Paulo: Aleph, 2009.

JENKINS, H. Invasores do texto – Fãs e cultura participativa. Nova Iguaçu/RJ: Marsupial Editora, 2015.

JEWITT, C.; BEZEMER, J.; O’HALLORAN, K. Introducing multimodality. New York: Routledge, 2016.

KRESS, G. Multimodality: challenges to thinking about language. TESOL Quarterly, v.34, p. 337-340, 2000.

KRESS, G. Literacy in the mew media age. New York: Routledge, 2010.

KRESS, G. What is mode? In: JEWITT, C. (Ed.). The Routledge handbook of multimodal analysis. Second edition. New York, Routledge, 2017.

KRESS, G.R.; van LEEUWEN, T. Reading images: the grammar of visual design. 2. ed. London and New York: Routledge, 2006.

KRESS, G. JEWITT, C.; OGBORN, J.; CHARALAMPOS, T. Multimodal teaching and learning: the rhetorics of the science classroom. London and New York: Bloomsbury, 2014.

LIGHTBOWN, P.M.; SPADA, N. How languages are learned. 4th edition. Oxford: Oxford University Press, 2014.

MOITA LOPES, L.P. Fotografias da linguística aplicada no campo de língua estrangeiras no Brasil. Revista D.E.L.TA., volume 15, número Especial, 1999, pp. 419-435.

MOITA LOPES, L.P. (Org.) Por uma Linguística Aplicada Indisciplinar. São Paulo: Parábola Editorial, 2006.

MOITA LOPES, L.P. Da aplicação de Linguística à Linguística Aplicada indisciplinar. In: R.C. PEREIRA; P. ROCA. Linguística Aplicada: um caminho com diferentes acessos. São Paulo: Editora Contexto, 2009.

PASCHOAL, M. S. Z. de; CELANI, M. A. A. Linguística aplicada: da aplicação da linguística à linguística transdisciplinar. São Paulo: EDUC, 1992.

RAJAGOPALAN, K. 1992. Ilocução, locução e a forma linguística. In: PASCHOAL, M. S. Z. de; CELANI, M. A. A. Linguística aplicada: da aplicação da linguística à linguística transdisciplinar. São Paulo: EDUC, 1992. p. 301-324.

RAJAGOPALAN, K. Por uma linguística crítica: linguagem, identidade e a questão crítica. São Paulo: Parábola, 2003.

ROJO, R. Pedagogia dos multiletramentos: diversidade cultural e de linguagens na escola. In: ROJO, R.; MOURA, E. Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola, 2012.

ROJO, R.; MOURA, E. Letramentos, mídias, linguagens. São Paulo: Parábola, 2019.

SANTAELLA, L. Cultura das mídias. São Paulo: Experimento, 1992.

SANTAELLA, L. Culturas e artes do pós-humano: da cultura das mídias à cibercutlura. São Paulo: Paulus, 2003a.

SANTAELLA, L. Da cultura das mídias à cibercutlura: o advento do pós-humano. Revista FAMECOS, número 22, pp. 23-32, 2003b.

SANTAELLA, L. Navegar no ciberespaço – O perfil cognitivo do leitor imersivo. São Paulo: Paulus, 2004.

SANTAELLA, L. Por que as comunicações e as artes estão convergindo? São Palo: Paulus, 2005.

SERAFINI, F. Reading the visual – An introduction to teaching multimodal literacy. New York: Teachers College Press, 2014.

SIGNORINI, I.; CAVALCANTI, M.C. Linguística aplicada e transdisciplinaridade. Campinas: Mercado de Letras, 1998.

VIAN JR.; O.; COSTA, J.O. Multimodalidade em livro didático do ensino fundamental e seu papel no letramento visual. Prolíngua, volume 14, número 2, pp. 154-168, 2020.




DOI: https://doi.org/10.30612/raido.v14i36.12045

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.