A formação continuada de professores no interior sul-mato-grossense e o uso das tecnologias digitais de informação e comunicação

Angela Hess Gumieiro

Resumo


O presente artigo apresenta um estudo realizado sobre as ações de formação continuada de professores no interior sul-mato-grossense, tendo como principal objetivo verificar a forma de inserção das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação nessas ações de formação continuada. Utilizamos uma abordagem qualitativa de pesquisa, com procedimentos metodológicos como a análise de documentos, observação e entrevista semiestruturada. Como resultado, mencionamos que os processos de formação continuada que envolvem as Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação ainda apresentam-se como desafios para serem rompidos na rede municipal de ensino pesquisada.

Palavras-chave


Formação continuada. Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação.

Texto completo:

PDF

Referências


BALDIN, J. M. Tecnologias no processo ensino‐aprendizagem. 2ª ed. Rio Grande do Sul: UFRGS, 2002.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1997.

BARRETO, R. G. et all. As tecnologias da informação e da comunicação na formação de professores. Revista Braileira de Eduação, Abr. vol.11, n.31, p.31‐42, 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php Acesso em: 26 jun. 2014.

BRITO, G. da S.; PURIFICAÇÃO, I. da. Educação e novas tecnologias: um repensar. Curitiba, PR: IBPEX, 2006.

BOGDAN, R.; Biklen, S. K. Investigação Qualitativa em Educação. Portugal: Porto, 1994.

CANDAU, V. M. F. Formação Continuada de professores: tendências atuais. (1996). In: REALI, A. M. de M. R.; MIZUKAMI, M. da G. N. (Orgs.). Formação de professores: tendências atuais. São Carlos: EDUFSCar, p.139‐152.

DOURADO, Luiz Fernandes. A formação de professores e a base comum nacional: questões e proposições para o debate. Revista Brasileira de Política e Administração da Educação. Brasília, v. 29, n.2, p.367‐388, mai/ago. 2013.

ENRICONE, D. A dimensão pedagógica da prática docente futura. In:______. (org). A docência na educação superior‐ sete olhares. Porto Alegre: Evangraf, 2006.

GARCÍA, C. M. A. Formação de professores: novas perspectivas baseadas na investigação sobre o pensamento do professor. (1995). In: NÓVOA, A. (Coord.) Os professores e a sua formação. Lisboa: Dom Quixote, p 51‐76.

LIBÂNEO, J. C. Organização e Gestão da escola: teoria e prática. 5. ed. São Paulo: Alternativa, 2004.

MELLO, E. de F. F. de; TEIXEIRA, A. C.. (2011). A interação social descrita por Vigotski e a sua possível ligação com a aprendizagem colaborativa através das tecnologias em rede. Anais do XXII SBIE ‐ XVII WIE. Disponível em: http://www.br‐ie.org/pub/index.php/wie/article/view/1988/1747. Acesso em 16 jul. 2014.

MERCADO, L. P. L. Formação continuada de professores e novas tecnologias. Maceió. EDUFAL,1999.

MORAN, J. M. Como utilizar a internet na educação. Ciência da informação, Brasília, v. 26, n. 2, p. 146‐153, maio/ago. 1997.

NÓVOA, A. Formação de professores e profissão docente. In: Nóvoa, A. (Coord.). Os professores e sua formação. 2. ed. Lisboa: Dom Quixote, 1995.

SZYMANSKI, H. (Org). A entrevista na pesquisa em educação: a prática reflexiva. Brasília: Plano, 2004.

SOFFA, M. M.; Torres, P.L. O processo ensino‐aprendizagem mediado pelas tecnologias da informação e comunicação na formação de professores on‐line. IX Congresso Nacional de Educação. Disponível em:

http://www.pucpr.br/eventos/educere/educere2009/anais/pdf/3285_1440.pdf. Acesso: 21 mar. 2014.

SAMPAIO, M.N; Leite, L.S. Alfabetização tecnológica do professor. 5. ed. Petrópolis: Vozes,1996.

VALENTE, J. Armando. Computadores e conhecimento: repensando educação. Campinas, SP: UNICAMP/NIED, 1998.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.