Conhecendo as estratégias de aprendizagem adotadas pelos alunos dos cursos de graduação modalidade EaD: reflexões iniciais

Suselei Aparecida Bedin Affonso, Ligiane Raimundo Gomes

Resumo


A expansão dos cursos de graduação na modalidade da Educação a Distância (EaD) tem promovido novos tipos de interação para a aprendizagem. Considerando uma perspectiva educativa colaborativa, fundamentada na participação e autonomia dos estudantes, o presente trabalho teve o objetivo de investigar as estratégias de aprendizagem utilizadas por alunos de cursos de graduação a distância. Para isso, foi elaborada uma Escala de Percepção Discente do EAD (EPD-EaD), contendo 124 perguntas que investigavam as percepções e o envolvimento dos alunos com essa modalidade. Dentro da referida escala, 48 perguntas possibilitaram a análise de estratégias cognitivas e metacognitivas utilizadas pelos alunos da EaD. Os dados apontam que nem todos os alunos se utilizam de estratégias cognitivas mais complexas e indicam a importância de um trabalho que favoreça a construção de estratégias de aprendizagem adequadas a essa modalidade, para possibilitar melhor desempenho dos estudantes.

Palavras-chave


Educação a Distância. Estratégias de aprendizagem. Aprendizagem colaborativa.

Texto completo:

PDF

Referências


ABBAD, G. S.; ZERBINI, T.; SOUZA Daniela B. Lima. Panorama das pesquisas em Educação a Distância no Brasil. Estudos de Psicologia, 15(3), p. 291‐298, setembro‐dezembro/2010

ABBAD,G.S.; CORREA, V. P.; MENESES, P. P. Avaliação de treinamentos a distância: relações entre estratégias de aprendizagem e satisfação com o treinamento. RAM, Rev. Adm. Mackenzie (Online) vol.11 no.2 São Paulo Mar./Abr. 2010

AKERLING, G.; TREVITT, C. Enhancing self‐directed learning through educational technology: when students resist the change. Innovations in Education and Training International, v. 36, n. 2, p. 96‐105, 1999

ANDERSON, T.; DRON, J. Three generations of distance education pedagogy. IRRODL International Review of Research in Open and Distance Learning, v. 12, n. 3, 2011

BARTALO, Linete; GUIMARÃES, Sueli Édi Rufini. Estratégias de estudo e aprendizagem de alunos universitários: Um estudo exploratório. I n f. I n f. Londrina, 2008.v. 13, n.2, p. 1‐14, jul. /dez. 2008.

BEHAR, P.A. (Org) Modelos Pedagógicos em educação à distância. Porto Alegre: Artmed, 2008.

BORUCHOVITCH, E. ; SANTOS, A. A. A. Estratégias de Aprendizagem: conceituação e avaliação. In: NORONHA, A. P. P.; SANTOS, A.A.A.; SISTO, F. F. Facetas do fazer em Avaliação Psicológica. São Paulo: Vetor Editora, p. 107‐123, 2006.

BORUCHOVITCH, Evely. A Psicologia cognitiva e a metacognição: Novas perspectivas para o fracasso escolar brasileiro. Tecnologia Educacional, p. 22‐28. 1993

FERREIRA, Z. N.; MENDONÇA, G. A. de A. O perfil do aluno de Educação a Distânciano ambiente teleduc. 2007 Disponível em: http://www.visionvox.com.br/ biblioteca/o/O‐

perfil‐do‐aluno‐de‐EaD.pdf. Acesso em: 5 jun 2013

MOORE, Michael G. Independent Study. In: BOYD, R.; APPS, J. (eds.) Redefining the discipline of adult education. San Francisco: Jossey‐Bass, 1980. p. 16‐31 Disponível em:

http://www.ed.psu.edu/acsde/pdf/independent_study.pdf Acessado em 12 jul. 2013.

PRADO, M. E. B. B.; VALENTE, J. A. A. Educação a Distância possibilitando a formação do professor com base no ciclo da prática pedagógica. In: MORAES, M. C. Educação a Distância: fundamentos e práticas. Campinas: Unicamp/NIED, 2002.

PRETI, Oresti (Org.). Educação a Distância: Sobre discursos e práticas. Brasília: Líber Livro Editora, 2005

POZO, J. I. Estratégias de aprendizagem. In: COLL, C.; PLACIOS, J. & MARCHESI A. (Orgs.), Desenvolvimento psicológico e educação: psicologia da educação (pp. 176‐197). Porto Alegre: Artes Médicas,1996

RABELLO, C. R. L. Aprendizagem na Educação a Distância: Dificuldades dos Discentes de Licenciatura em Ciências Biológicas na Modalidade Semipresencial. Rio de Janeiro, 2007. Dissertação (Mestrado em Tecnologia Educacional nas Ciências da Saúde) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2007

SILVA, A. L.; SÁ, I. Saber estudar e estudar para saber. 2ª ed. Portugal: Porto Editora, 1997.

SOUZA, Liliane Ferreira Neves Inglez de. Estratégias de aprendizagem e fatores motivacionais relacionados. Educar, Curitiba, 2010. n. 36, p. 95‐107, Janeiro 2010.

WARR, P. & ALLAN, C. Learning strategies and occupational training. Internacional Review of Industrial and Organizational Psychology, 13, 83‐121, 1998.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.