ADC e discurso publicitário: uma análise das propagandas de franquias de idiomas

Jhuliane Evelyn Silva

Resumo


A atual busca por informação, aliada à necessidade de comunicação em nível mundial fez com que o inglês passasse a ser considerado língua internacional (PENNYCOOK, 1994). Como resultado, essa língua assumiu a categoria de produto, sendo comercializado e se tornando objeto de desejo e consumo no contexto atual (RAJAGOPALAN, 2003; LACOSTE; RAJAGOPALAN, 2005). A fim de atender essa necessidade e seu consequente público consumidor, várias franquiassurgiram para possibilitar o contato dos aprendizes com o idioma, investindo fortemente na propaganda através de múltiplos gêneros impressos (BAKHTIN, 1997; SWALES, 1999). Na disputa por clientes, as franquiasrecorrem às práticas hegemônicas (GRAMSCI, 1988; 1995) e ideológicas (THOMPSON, 1995) para manipular os consumidores do idioma, favorecendo a sustentação do poder por meio do discurso publicitário (MAGALHÃES, 2005). Diante dessa realidade, propomos, através desta pesquisa, fazer uma análise da propaganda de cinco franquias de idiomas no que tange ao ensino-aprendizagem do inglês, veiculadas no ano de 2013. Com vistas à análise crítica, recorreremos às contribuições da Análise de Discurso Crítica proposta por Fairclough (2003), amparada pela Linguística Sistêmico-Funcional (HALLIDAY, 1985). A análise das propagandas confirma um discurso capitalista hegemônico de inglês como necessidade, como produto de consumo que leva à ascensão social, garantindo o sucesso de quem a detém, o que empodera os potenciais consumidores do idioma, provendo-lhes aceitação social e marginaliza os outros sujeitos. A propaganda não só reflete o contexto atual, como também o produz.

Palavras-chave


Inglês. Discurso. Propaganda.

Texto completo:

PDF

Referências


BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes,

(Trad. de Paulo Bezerra).

CHOULIARAKI, Lilie; FAIRCLOUGH, Norman. Discourse in Late

Modernity. Rethinking critical discourse analysis. Edinburgh: Edinburgh

University Press, 1999.

CRYSTAL, David. English as a global language. Cambridge: Cambridge

University Press, 1997.

FAIRCLOUGH, Norman. Discurso e Mudança Social. Brasília: Editora UNB,

(Trad. de Izabel Magalhães).

______. Analyzing discourse: textual analysis for social research. London:

Routledge, 2003.

GRAMSCI, Antonio. A Gramsci reader: selected writings 1916-1935.

FORGACS. D. (org.) London: Lawrence and Wishart, 1988.

______. Concepção dialética da história. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1995.

GRIOGORYAN, Anna. KING, John Mark. Adbusting: critical media

literacy in a multi-skills academic writing lesson. English Teaching Forum.

Vol. 46, n. 4, 2008. p 2-9.

HALLIDAY, Michael Alexander Kirkwood. An introduction to functional

grammar. London: Hodder Arnold, 1985.

HARVEY, David. Condição pós-moderna. Uma pesquisa sobre as origens da mudança cultural. Trad. Adail U. Sobral e Maria Stela Gonçalves. 9. ed.

São Paulo: Edições Loyola, 2000.

LACOSTE, Yves (org.); RAJAGOPALAN, Kanavillil. A geopolítica do inglês:

Parábola, 2005.

MAGALHÃES, Izabel. Análise do discurso publicitário. Revista da

ABRALIN. v. 4 n. 1 e 2, p. 231-260, 2005.

MOITA LOPES, Luiz Paulo da. Oficina de linguística aplicada. Campinas:

Mercado de Letras, 1996.

PENNYCOOK, Alastair. The cultural politics of English as an international

language. London: Longman, 1994.

RAJAGOPALAN, Kanavillil. Por uma lingüística crítica. São Paulo:

Parábola, 2003.

RESENDE, Viviane de Melo, RAMALHO, Viviane. Análise de discurso

crítica. São Paulo: Contexto, 2006.

RAMALHO, Viviane; RESENDE, Viviane de Melo. Análise de discurso (para

a) crítica: o texto como material de pesquisa. Campinas: Pontes Editores,

SWALES, John. Genre analysis: English in academic and research settings.

Cambridge: Cambridge University Press, 1999.

TAVARES, Fred. Discurso publicitário e consumo: Uma análise crítica. Rio de Janeiro: E-papers Serviços Editoriais Ltda, 2005. Disponível em

http://www.fredtavares.com.br/discurso_publicitario.htm. Acesso em:

mar. 2013, 16: 36: 20.

THOMPSON, John Brookshire. Ideologia e cultura moderna. Petrópolis:

Vozes, 1995.




DOI: https://doi.org/10.30612/arredia.v2i2.2308




Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.