Léxico e ensino: uma análise do uso das preposições menos frequentes em um corpus de aprendizes de Língua Espanhola

Jéssyca Camargo Cruz, Celso Fernando Rocha

Resumo


O presente artigo tem por objetivo apresentar o levantamento quantitativo e a análise do uso de preposições menos frequentes (subuso) em um corpus de aprendizes de espanhol como língua estrangeira. Observamos o uso de contra, hacia, enfrente de, excepto e tras, por meio do instrumental da Linguística de Corpus, contrastando tal conjunto lexical com um corpus de apoio, composto pela gramática espanhola (normativa e descritiva) e um corpus de referência online de língua espanhola (CREA). Sendo assim, apresentamos análises efetuadas a partir de um corpus composto por 276 redações (85.729 palavras), coletado junto a dois grupos universitários de primeiro ano dos cursos de Licenciatura e Bacharelado em Letras, durante o período de 2011 a 2013. O levantamento dos dados foi feito com o auxílio do software WordSmith Tools (versão 6), cujas ferramentas WordList e Concord possibilitaram gerar uma lista de frequência das preposições no corpus de estudo e analisar seus respectivos usos com base nas linhas de concordâncias. Com relação aos dados coletados, observou-se instabilidade sintática no emprego das preposições e, em alguns casos, não compreensão dos aspectos semânticos relacionados ao léxico em tela.

Palavras-chave


Linguística de Corpus. Corpus de aprendizes de espanhol. Léxico e ensino.

Texto completo:

PDF

Referências


ALONSO, M. C. G. P. Corpus linguístico e a aquisição de falsos cognatos em espanhol como língua estrangeira. São Paulo: PUC-SP, 2006. 253 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada e Estudo da Linguagem), LAEL, Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2006.

______ Ensino-aprendizagem de léxico em espanhol como língua estrangeira (E/LE) por meio de corpora (as palavras polissêmicas nos livros didáticos). São Paulo: PUC-SP, 2013. 523 f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada e Estudo da Linguagem), LAEL, Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2013.

ARAÚJO JÚNIOR, B. J. As construções com SE na produção escrita de brasileiros aprendizes de espanhol como língua estrangeira: um estudo baseado em corpus. Letras & Letras, [S.l.], v. 30, n. 2, p. 64-81, dez. 2014. ISSN 1981-5239. Disponível em: . Acesso em: 16 jun. 2016.

BALBÁS, M. S. Análise de erros, baseada na Linguística de Corpus, da escrita de aprendizes brasileiros universitários de Espanhol como Língua Estrangeira. São Paulo: PUC-SP, 2003. 147 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada e Estudo da Linguagem), LAEL, Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2003.

BERBER SARDINHA, T. Linguística de Corpus. Barueri: Manole, 2004.

BISSACO, C. M. Ensinando com corpora: mediação e interação em aulas de espanhol como língua estrangeira. São Paulo: PUC-SP, 2010. 273 f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada e Estudo da Linguagem), LAEL, Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010.

______. Linguística de Corpus: ferramentas para o ensino de heterossemânticos. Revista Eletrônica de Divulgação Científica em Língua Portuguesa, Linguítica e Literatura Letra Magna. Ano 09, n. 17, 2013.

BRUYNE, J. Las preposiciones. In: Gramática descriptiva de la lengua española. Madrid: Espasa, 1999, p.661-703.

DUEÑAS, C. R.; HERMOSO, A. G. Gramática del español lengua extranjera. Madrid: Edelsa, 2011.

FERNANDES, F. Dicionário de verbos e regimes. 43 ed. São Paulo: Editora Globo, 1999.

GRANGER, S. Computer Learner Corpora, Second Language Acquisition and Foreign Language Teaching. Amsterdam/Philadelphia: John Benjamins, 2002.

JACOBI, C. Linguística de Corpus e ensino de espanhol a brasileiros: descrição de padrões e preparação de atividades didáticas (decir/hablar; mismo; mientras/ en cuanto/aunque). São Paulo: PUC-SP, 2001. 131 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada e Estudo da Linguagem), LAEL, Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2001.

KINDERMANN, C. A. E. Corpora de aprendizes: uma ferramenta para o ensino de língua inglesa e formação do futuro professor. Veredas On-line: Linguística de Corpus e Computacional, Juiz de Fora, v. 13, n. 2, p.36-49, fev. 2009. Disponível em: . Acesso em: 20 fev. 2016.

LAVID, J. Lenguaje y nuevas tecnologías. Nuevas perspectivas, métodos y herramientas para el lingüista del siglo XXI. Madrid: Cátedra, 2005.

LIMA, C. H. R. Gramática normativa da língua portuguesa. 49. ed. Rio De

Janeiro: José Olympio, 2011. p. 231-233.

MOLINER, M. Diccionario electrónico de uso del español. Madrid: Editorial Gredos, 2008.

REAL ACADEMIA ESPAÑOLA. Corpus de Referencia del Español Actual (CREA). Disponível em: . Acesso em: 12 jun. 2016.

______. Diccionario de la lengua española. Disponível em: . Acesso em: 12 jun. 2016.

ROCHA, C. F. O léxico em textos de aprendizes de língua espanhola: um estudo descritivo pautado na linguística de corpus como subsídio para o ensino. Estudos Linguísticos, São Paulo, v. 1, n. 40, p. 284-300, 2013.

______. Coleta de corpus de aprendizes: questões qualitativas em uma pesquisa sobre a escrita de aprendizes de língua espanhola. Estudos Linguísticos, São Paulo, v. 1, n. 43, p. 286-297, 2014.

SÁNCHEZ, A. Definición e historia de los corpus», en: Sánchez, A., et al. (ed.), CUMBRE - Corpus lingüístico del español contemporáneo. Madrid: SGEL, 1995.

SCOTT, M. WordSmith Tools. Version 6. Oxford: Oxford University Press, 2015.

SEBOLD, M. M. R.; MAGGESSY, A. K. E. Contextos de ocorrência das perífrases de gerúndio e particípio no português do Brasil e na variedade do espanhol do México e sua significação aspectual. Letras & Letras, [S.l.], v. 30, n. 2, p. 261-290, dez. 2014. ISSN 1981-5239. Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2016.

SILVA. I. M. La utilización de la lingüística de corpus en la enseñanza de español: usos de pero y sino. Disponível em: . Acesso em: 12 jun. 2016.

SILVA, B. S. Nível de qualidade em atendimento de Service Desk em Espanhol e emprego de características linguísticas: uma pesquisa baseada em corpus. São Paulo: PUC-SP, 2013. 178 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada e Estudo da Linguagem), LAEL, Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2013.

SERIKAKU, H. Padrões de usos de pronomes átonos lexicalizados no espanhol: um estudo baseado na Linguística de Corpus. São Paulo: PUC-SP, 2014. 181 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada e Estudo da Linguagem), LAEL, Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2014.

SINCLAIR, J. Reading Concordances: an introduction. London: Longman, 2003.

SINGLETON, D. Language and the lexicon an introduction. London: Oxford University Press, 2000.

TORREGO, L.G. Gramática didáctica del español. São Paulo: Edições SM, 2005.

VIANA, V. Linguística de Corpus: Conceitos, Técnicas e Análises. In: VIANA, V.; TAGNIN, S. (Orgs). Corpora no ensino de línguas estrangeiras. São Paulo: Hub Editorial, 2010. p. 25-95.




DOI: https://doi.org/10.30612/raido.v11i27.5640

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.