Mobilidades culturais em "Azul-corvo", de Adriana Lisboa

Noraci Cristiane Michel Braucks, Leoné Astride Barzotto

Resumo


O intenso trânsito de pessoas entre os países e a franca globalização têm reconfigurado o cenário cultural dos povos na contemporaneidade. Em Azul-corvo (2010), romance da escritora brasileira Adriana Lisboa, estão marcados diversos aspectos dessa diáspora moderna (Stuart Hall). Desta forma, a trajetória da protagonista Evangelina, uma adolescente que vai do Brasil para os Estados Unidos a procura do pai biológico, leva-nos a vislumbrar importantes implicações do trânsito entre as Américas. São exemplos desta reflexão: o deslocamento de milhares de latinos e brasileiros para os EUA e suas estratégias de inserção e de adaptação cultural no país do ‘outro’.

Palavras-chave


Letras. Literatura. Cultura. Imigração.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.