A (re) escrita na formação docente: ações e intervenções com o uso de mídia digital

Kleber Ferreira da Silva, Adair Vieira Gonçalves

Resumo


Os resultados apresentados neste artigo decorrem de pesquisa realizada no campo da Linguística Aplicada, mais particularmente na formação inicial de professores, na Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) com alunos do 4º ano do Curso de Letras. Embasada teoricamente em estudos de reescrita do contexto tradicional e digital, procura-se: i) verificar o impacto das ferramentas tecnológicas em contextos assíncronos, com enfoque especial para a plataforma Moodle e o e-mail como instrumento de envio de mensagens, na revisão de textos; ii) investigar se os procedimentos de reescrita do contexto escolar tradicional, estabelecidos na área, emergem nos contextos mediados por ferramentas digitais; iii) verificar como as intervenções feitas pelo professor na revisão do texto são incorporadas na reescrita do aluno. Com base nos resultados alcançados, pode-se afirmar que a reescrita mediada em plataformas digitais se constitui de sobreposições e complementaridades em relação às práticas de uso da (re) escrita tradicional evidenciando práticas sociais que, materializadas em ações humanas, replicam, na esfera digital, o que já é consolidado no tradicional.

Palavras-chave


Formação de professores. Reescrita. Plataformas digitais.

Texto completo:

Sem título () PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.