Letramento na era digital: o copiar-colar dos estudantes

Fanny Rinck, Leda Mansour

Resumo


O copiar-colar dos estudantes é considerado como plágio e proibido por razões de honestidade acadêmica. No entanto, esta prática questiona os “novos estudos de letramento” e a questão da leitura e da escrita na era do digital, e é isso que este artigo explora na perspectiva do ensino da escrita na universidade. Propomos analisar a prática do copiar-colar em termos de aculturação: trata-se de uma prática espontânea das gerações jovens que não é reconhecida como uma prática legítima, no que tange a questões ligadas à noção de autor e às fontes de nossos escritos e de nossos conhecimentos. Interrogamos, de um lado, a cultura dos “nativos digitais”; de outro lado, as expectativas acadêmicas e as dificuldades dos estudantes. O copiar-colar aparece, assim, como uma entrada interessante para melhor compreender a escrita a partir de fontes antes do que centrar-se unicamente na exigência de citar.

Palavras-chave


Escrita dos estudantes. Plágio. Letramento Acadêmico.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.