A configuração dramática das personagens em a mais bela história de Adeodata, de Rosane Almeida

Adriana Patrícia Sena Cordeiro, Wagner Corsino Enedino

Resumo


Ancorando-se nos estudos de Ubersfeld (2005), Ryngaert (1996), Pavis (1999), Pallottini (1988) e Prado (1987) acerca do modo de estruturação do texto teatral, este trabalho tem como objetivo a análise das falas das personagens contidas no texto dramático A mais bela história de Adeodata, da dramaturga Rosane Almeida. O foco principal gira em torno do reconhecimento da mulher numa sociedade moralista. A necessidade de reflexão sobre o feminino emerge da visível transformação do papel da mulher na sociedade, representado, na peça, pelas das várias faces das Adeodatas. A conexão e os mistérios que existem entre os vários estilos de vida das personagens, a intelectual, a mulher do povo e a dançarina, levam-nos a identificação entre a obra e diversas culturas nordestinas. Nessa peça, o mistério que circunda as personagens aparece por meio de crítica política, constitutiva de suas falas, que formam um emaranhado cultural, completando-se entre si e infiltrando-se umas às outras, tornando a ficção mais próxima da realidade brasileira.

Palavras-chave


Teatro brasileiro. Personagens. Adeodata.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.