Educação Ambiental na Escola Neil Fioravante (CAIC): conhecimentos dos alunos acerca da sustentabilidade

Ana Isabel Sobreiro, Lucas Lopes da Silveira Peres, Rennan Garcia Leal da Costa, Valter Vieira Alves Junior, Zefa Valdivina Pereira

Resumo


A horta inserida no ambiente escolar pode ser um laboratório vivo para o desenvolvimento das mais variadas atividades pedagógicas em educação ambiental e alimentar, atuando como complemento para o processo ensino-aprendizagem e estimulando o trabalho coletivo entre os agentes sociais envolvidos. O trabalho teve por objetivos aperfeiçoar o conhecimento dos alunos a respeito de Ciências, tecnologias utilizadas em serviços agroindustriais, biologia regional e local, cultivo de hortaliças convencionais e não convencionais e saúde alimentar, favorecendo o aprimoramento da educação e de uma vida mais saudável para os estudantes do âmbito educacional. A metodologia foi desenvolvida em duas etapas: a primeira foi aplicação de questionários aos alunos antes e após as palestras (Educação Ambiental, Sustentabilidade e Planejamento: construção de uma horta) ministradas pelos acadêmicos do curso de Ciências Biológicas da UFGD, participantes do grupo PETBio. A segunda etapa foi a construção e a manutenção da mesma na instituição. Os resultados demonstraram aperfeiçoamento do conhecimento científico. Constatou-se que, neste caso, é fundamental as atividades práticas serem sucedidas por fundamentação teórica, em virtude da dependência e equívocos conceituais evidenciados pelos discentes.

Palavras-chave


Sensibilização. Estudantes. Horta escolar. Palestras educativas.

Texto completo:

PDF




RealizAção - Revista on-line de Extensão e Cultura
ISSN 2358-3401

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.