Percursos para institucionalização da EAD no IFCE: a construção de uma sistêmica de gestão

Cassandra Ribeiro Joye, Régia Talina Silva Araújo

Resumo


Nesse artigo recuperamos e discutimos como ocorreu a construção dos alicerces da institucionalização da Educação a Distância (EAD) no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) dando ênfase no sistema de gestão, o objetivo, pois, é contar esta história a partir dos registros documentais de como se institucionalizou a EAD no IFCE. Nesse caminho partimos do cenário nacional propício à implantação da EAD institucional a partir dos editais da Universidade Aberta do Brasil (UAB) e Escola Técnica Aberta do Brasil (e-Tec Brasil). Percorremos a história da EAD desde a sua origem na Instituição e até a forma como estruturamos um sistema de gestão que proporcionasse subsídio para a criação de uma Unidade acadêmica no modelo de Campus Virtual, visto o crescimento, à época, que tomava aquele setor e sua interinstitucionalidade. O Campus Virtual ainda não se concretizou, mas a estrutura foi solidamente construída. O texto descrito neste artigo registra o ápice da produção em ensino, pesquisa e extensão sobretudo no intervalo temporal de 2007 a 2015. A metodologia para a construção deste relato teve por base os documentos legais internos à instituição e externos, em âmbito nacional. A contribuição do estudo se justifica por toda convergência obtida nos processos e produtos desenvolvidos para atender a modalidade a distância institucional permitiram a elaboração de um modelo sistêmico de gestão resultantes dos casos de sucesso, boas práticas, métodos, técnicas, tecnologias, processos e produtos que englobam e integram a complexidade dos aspectos pedagógicos, tecnológicos, administrativo e financeiro, institucionais e a multitude e diversidade de perfis dos profissionais envolvidos.

Palavras-chave


Educação a Distância; Institucionalização; Gestão da EAD

Texto completo:

PDF

Referências


AMIEL, Tel; CRUZ DURAN, Maria Renata; COSTA, Celso José. Construindo Políticas de Abertura a partir dos Recursos Educacionais Abertos: Uma Análise do Sistema Universidade Aberta do Brasil. RELATEC: Revista Latinoamericana de Tecnología Educativa, v. 16, n. 2, p. 161-176, 2017.

ARANTES, Nélio. Sistemas de Gestão Empresarial: conceitos permanentes na administração de empresas válidas. 2. Ed. São Paulo: Atlas, 1998.

ARAÚJO, Breno Giovanni Silva. Modelo de gestão de cursos a distância no instituto federal de educação ciência e tecnologia - IFCE. 2014. 51 f. Monografia - Departamento de Administração da UFC, Universidade Federal do Ceará, 2014.

ARAÚJO, Ana Cláudia Uchôa. A feminização do magistério na educação a distância em perspectiva comparada: entre a professora tutora e a professora do passado. 2015. 226f. – Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira, Fortaleza (CE), 2015.

ARAÚJO, Régia T. S. et al. Modelagem de um sistema de gestão na Educação a Distância no Brasil utilizando redes de Petri Coloridas. Ingeniare. Revista chilena de ingeniería, v. 23, n. 1, p. 145-158, 2015.

BRASIL. Edital no 1, de 20 de dezembro de 2005. Chamada Pública para Seleção de Polos Municipais de Apoio Presencial e de Cursos Superiores de Instituições Federais de Ensino Superior a Distância para o Sistema UAB. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 20 dez. 2005a.

BRASIL. Decreto 5.622, de 19 de dezembro de 2005. Regulamenta o artigo 80 da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 20 dez. 2005b. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2005/Decreto/D5622.htm. Acesso em: 8 out. 2019.

BRASIL. Decreto nº 9.057 de 25 de maio de 2017. Regulamenta o art. 80 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, 2017. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2017/Decreto/D9057.htm>. Acesso em: 06 de out. 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria nº 4.059, de 10 de dezembro de 2004. Brasília, DF, 2004. Disponível em: . Acesso em: 08 out. 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria nº 1.134, de 10 de outubro de 2016. Brasília, DF, 2016. Disponível em: . Acesso em: 08 out. 2019.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira - INEP. Censo da Educação Superior 2017 - Divulgação dos principais resultados. Brasília: Inep, 2018a. Disponível em: . Acesso em: 06 de out. 2019.

BRASIL. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES. Relatório de Gestão do Exercício de 2017. Brasília, 2018b. Disponível em:

. Acesso em: 06 de out. 2019.

GOMES, Luiz Fernando. EAD no Brasil: perspectivas e desafios. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior, v. 18, n. 1, 2013.

GUEDES, Jane de Fontes. Produção de material didático para EaD nos cursos de licenciatura em matemática: o caso da UAB/IFCE. 2011. 126f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Educação, Programa de Pós-graduação em Educação, Fortaleza-CE, 2011.

LE BOTERF, Guy; BARZUCCHETTI, Serge; VICENT, Francine. Comment manager la qualité de la formation. 2a. Ed. Paris : Les Editions d’ Organisation, 1992.

MENEZES, Ebenezer Takuno de; SANTOS, Thais Helena dos. Verbete Programa de Expansão da Educação Profissional (PROEP). Dicionário Interativo da Educação Brasileira - Educabrasil. São Paulo: Midiamix, 2001. Disponível em: . Acesso em: 06 de out. 2019.

MINEIRO, Hélvia Moreira. Formação do tutor: um estudo sobre os aspectos teóricos e práticos do curso de formação de tutores a distância do IFCE. 2011. 148 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação Brasileira, Fortaleza-CE, 2011.

MOREIRA, Marília Maia. Análise da visão do professor-tutor sobre a adequabilidade do material didático de matemática à luz da sequência Fedathi: o caso da licenciatura em matemática do IFCE. 2014. 146f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira, Fortaleza (CE), 2014.

OLIVEIRA, A. M. B. et al. RE-Invente: Um Environnement Multimédia pour l’Enseignement Technique à Distance. In: Colloque Francophone de Gestion Réseau-GRES, Fortaleza. 2003.

OLIVEIRA, Antonio Mauro Barbosa et al. Big-Invente, towards an adaptive learning approach for distance education using data mining technologies and big data. Conexões-Ciência e Tecnologia, v. 9, n. 1, 2015.

RODRIGUES, Luciana Andrade. Avaliação da usabilidade técnica e pedagógica da interface learning vectors: um estudo de caso no IFCE. 2015. 120 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Computação Aplicada) – Universidade Estadual do Ceará, 2015.

SALES, Gilvandenys Leite. Learning Vectors (LV): um modelo de avaliação da aprendizagem em EaD online aplicando métricas não-lineares. 2010. 238 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Teleinformática) - Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2010.

SANTOS, Andreine Lizandra. Direito à educação: a universidade aberta do brasil uma política pública de acesso ao ensino superior. In: XII Seminário Nacional Demandas Sociais e Políticas Públicas na Sociedade Contemporânea, 2016. Rio Grande do Sul: UNISC, 2016.

SOARES, J. M. Um sistema de gestão para a educação tecnológica a distância, projeto e implementação. Dissertação (Mestrado) - Departamento de Computação da UFC, Universidade Federal do Ceará, 2001.

SANTIAGO, Lívia Maria de Lima. MADE: sistema de gestão e planejamento da matriz de design educacional de disciplinas a distância. 2014. 124 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Computação Aplicada) – Universidade Estadual do Ceará, 2014.

SCHMIDLIN, Iraci de Oliveira Moraes. Presença em educação a distância: o caso dos cursos superiores da UAB/IFCE. 2013. 137f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira, Fortaleza (CE), 2013.

SERRA, Antônio Barros et al. EPT Virtual: espaço digital de apoio à pesquisa e aplicação das TICs na educação profissional e tecnológica. Revista Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, v. 1, n. 1, p. 118-130, 2008.

SILVA, Kleber do Nascimento. Avaltic: modelo de referência ergopedagógico para elaboração de instrumentos de avaliação em ambiente virtual. 2008. 222 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Computação Aplicada) – Universidade Estadual do Ceará, 2008.




DOI: https://doi.org/10.30612/hre.v7i14.10545

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.