Desenhos de crianças: leituras de mundo

Autores

  • Adriana Santos da Mata
  • Carla Andréia Lima da Silva

Palavras-chave:

Educação infantil. Leituras de mundo. Desenho.

Resumo

Neste artigo, pretendemos fazer um exercício de compreensão de como crianças da Educação Infantil fazem suas leituras de mundo dando sentidos a ele por meio da atividade Livro de Histórias da Turma, desenvolvida na Unidade Municipal de Educação Infantil Rosalina de Araújo Costa, localizada na cidade de Niterói (RJ), desde o ano de 2005 até a presente data. Buscamos interlocução com a perspectiva histórico-cultural e a sociologia da infância, voltando nosso foco aos desenhos infantis. Percebemos que, como um dos elementos das culturas da infância, os desenhos são permeados de visões de mundo, desejos e expectativas, são, enfim, uma linguagem. O desenho é fruto de um intenso processo de vaivém entre imaginação e realidade. Isso significa que a Educação Infantil deve ser um espaço de vivências diversas, de troca entre os sujeitos, de contato com diferentes manifestações artísticas, de experiências variadas, da vivência cotidiana de verdadeiros exercícios de pesquisa. Nesse contexto, é possível pensar o desenho como desconstrução, criação e até mesmo subversão. É preciso que os professores tenham um olhar diferenciado, para além da mera contemplação, rotulação ou enquadramento, de modo a contribuir para práticas pedagógicas mais significativas na Educação Infantil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BORBA, A. M.; LOPES, I. DE A.; CANDEIAS, P. R.; TERRA BORBA, T. N. M. (2010). Desenho e infância: buscando compreender as crianças e seus modos próprios de ver o mundo. In: SILVA, Léa Stahlschmidt Pinto & LOPES, Jader Janer Moreira (Orgs). Diálogos de pesquisas sobre crianças e infâncias. Niterói, RJ: Editora da UFF.

LEITE, Maria Isabel. (2002) Nem fase de grafismo, nem exercício psicomotor: o desenho como espaço de produção cultural de crianças. In: MACHADO, M. L. de A. (Org). Encontros e desencontros na educação infantil. São Paulo: Cortez Editora.

LEITE, Maria Isabel. (2008) A criança desenha ou o desenho criança? A ressignificação da expressão plástica de crianças e a discussão crítica do papel da escrita em seus desenhos. In: OSTETTO, L. E. & LEITE, M. I. Arte, infância e formação de professores; autoria e transgressão. Campinas, SP: Papirus.

MATA, Adriana Santos da; SILVA, Carla Andréa Lima da. Histórias de crianças: leituras de mundo. In: Sede de Ler. (2012, outubro) Publicação semestral do PROALE - Programa de Alfabetização e Leitura da UFF. Ano 3, n. 3, pp. 25-30.

SILVA, Maria Cintra da. (1998) Condições sociais da constituição do desenho infantil. In: Psicologia USP, v. 9, n. 2. São Paulo.

VIGOTSKI, L. S. A pré-história da linguagem escrita. In: Vigotski, L. S. A formação social da mente. (2008) São Paulo: Martins Fontes.

VIGOTSKI, L. S. La imaginación y el arte en la infância. (2009) Madri, Espanha: Akal

Downloads

Publicado

12/11/2013

Como Citar

da Mata, A. S., & da Silva, C. A. L. (2013). Desenhos de crianças: leituras de mundo. Educação E Fronteiras, 3(7), 6–20. Recuperado de https://ojs.ufgd.edu.br/index.php/educacao/article/view/2768

Edição

Seção

Dossiê