Elaboração de materiais didáticos alternativos para o ensino de gêneros

uma experiência de formação de professores de português no curso de licenciatura em pedagogia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30612/raido.v16i40.16389

Palavras-chave:

Língua Portuguesa, Gêneros textuais, Materiais Didáticos, Formação de professores, Pedagogia

Resumo

O artigo proposto tem como objetivo refletir sobre as possíveis implicações de uma experiência envolvendo a produção de sequências didáticas (SD) para a formação de professores de português no curso de licenciatura em Pedagogia. Tal experiência a ser relatada e discutida foi realizada com estudantes no âmbito de duas disciplinas do Curso de Pedagogia da Universidade Federal do Agreste de Pernambuco (UFAPE). As SD foram inspiradas no procedimento didático sistematizado por Dolz, Noverraz e Schneuwly (2004) para o ensino de gêneros. Os(as) licenciandos(as) planejam as SD em pequenos grupos, as quais passam por um processo de revisão e reescrita sob orientação das docentes das disciplinas. Em seguida, o material produzido é socializado no “Seminário de Práticas Metodológicas de Língua Portuguesa”. Professores(as) convidados (as) têm espaço para comentar sobre as SD e sugerir alterações. Por fim, os alunos, levando em conta os comentários e sugestões feitas pelos(as) professores(as), podem ainda revisitar suas SD e realizar ajustes. Ao apresentarmos essa experiência, é nossa intenção colocar em evidência a necessidade de construirmos um itinerário formativo (DINIZ; LIMA; SOBRAL JR., 2021) em sala de aula que procure articular teoria e prática na formação inicial dos professores. Notamos que a produção desses materiais alternativos tem possibilitado aos estudantes refletir sobre alternativas didáticas para o ensino, com vistas ao fortalecimento do seu exercício profissional enquanto futuros pedagogos/as.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BRONCKART, J. P. O agir nos discursos: das concepções teóricas às concepções dos trabalhadores. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2008.

DINIZ, L.; LIMA, G.; SOBRAL JR, M. A. C. Formação Inicial de Professores e Produção de material didático para o ensino de gêneros: uma experiência com o gênero “Regra de Jogo”. Signum: Estudos da Linguagem, v.4, n.2, p.59-70, 2021. Disponível em: https://www.uel.br/revistas/uel/index.php/signum/article/view/43352. Acesso em: 11 dez. 2021.

DOLZ, J.; NOVERRAZ, M.; SCHNEUWLY, B. Sequências didáticas para o oral e a escrita: apresentação de um procedimento. In: SCHNEUWLY, B. DOLZ, J. Gêneros Orais e Escritos na Escola. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2004, p.95-128.

DOLZ, J.; SCHNEUWLY, B.; HALLER, S. O oral como texto: como construir um objeto de ensino. In: SCHNEUWLY, B. DOLZ, J. Gêneros Orais e Escritos na Escola. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2004, p.149-185.

FERREIRO, E.; TEBEROSKY, A. Psicogênese da Língua Escrita. Porto Alegre: Artes Médicas, 1985.

HOFSTETTER, R.; SCHNEUWLY, B. Saberes para ensinar e saberes a ensinar: duas figuras contrastantes da Educação Nova: Claparède e Vygotsky. In: Revista de História da Educação Matemática - HISTEMAT. v.6, n.2, p.226-258, 2020. Disponível em: https://histemat.com.br/index.php/HISTEMAT/article/view/372/286 Acesso em: 29 mar. 2021.

LEAL, T. F. Currículo no Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa: os direitos de aprendizagem em discussão. Educação em Foco, Juiz de Fora, 2015, p. 23-44.

MORAIS, A. G. de. Sistema de Escrita Alfabética. São Paulo. Editora Melhoramentos, 2012.

MENDONÇA, M. Análise Linguística no ensino médio: um novo olhar, um outro objeto. In: BUNZEN, C.; MENDONÇA, M. (Orgs.) Português no Ensino Médio e formação do professor. São Paulo: Parábola, 2006, p. 199-226.

MENDONÇA, M. Análise Linguística: refletindo sobre o que há de especial nos gêneros. In: SANTOS, C. F.; MENDONÇA, M.; CAVALCANTE, M. (Orgs.) Diversidade Textual: os gêneros na sala de aula. Belo Horizonte: Autêntica, 2006, p. 73-88.

SCHNEUWLY, B.; DOLZ, J. Os gêneros escolares: das práticas de linguagem aos objetos de ensino. In: ____. Gêneros Orais e Escritos na Escola. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2004, p.71-91.

SOARES, M. Letramento e alfabetização: as muitas facetas. In: 26ª Reunião Nacional da ANPEd, 2003, Caxambu. Anais da 26ª Reunião Nacional da ANPEd, Caxambu: 2003, p. 1 – 18.

SUASSUNA, L. Ensino de análise linguística: situando a discussão. In: SILVA, A.; PESSOA, A. C. LIMA, A. (Orgs.) Ensino de Gramática: reflexões sobre a língua portuguesa na escola. Belo Horizonte: Autêntica, 2012, p. 11-28.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. 14. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014

Downloads

Publicado

2022-09-30

Como Citar

Silva , E. C. N. da ., Silva , L. N. da ., & Lima , G. . (2022). Elaboração de materiais didáticos alternativos para o ensino de gêneros: uma experiência de formação de professores de português no curso de licenciatura em pedagogia. Raído, 16(40), 322–350. https://doi.org/10.30612/raido.v16i40.16389

Edição

Seção

Formação de professoras de Português na Licenciatura em Pedagogia: olhares da LA