Chamada para Publicação: Cinema e Literatura: poéticas políticas

17/01/2022

Convidamos pesquisadores, estudantes de pós-graduação e especialistas, a submeterem trabalhos críticos sobre cinema contemporâneo, literatura contemporânea ou acerca de sua relação. Os trabalhos devem focalizar aspectos que enfatizem a dimensão sócio-política da criação poética. Tendo em vista a recente produção literária e cinematográfica latino-americana, observamos que diversos temas políticos vêm sendo colocados em primeiro plano, na medida em que a arte responde às contradições estruturais da sociedade, exacerbadas em momentos de crise econômica e social, como o que vivemos atualmente. Partindo da premissa jamesoniana, segundo a qual “todos os artefatos culturais devem ser lidos como resoluções simbólicas das verdadeiras contradições políticas e sociais" (JAMESON, 1992, p. 73), compreendemos que todas as narrativas guardam um inconsciente político que pode ser recuperado pela análise crítica, atenta à gênese histórica das obras. Em outra via, a perspectiva pós-estruturalista de inspiração deleuziana enseja compreender os artefatos estéticos como constituintes do saber contemporâneo, o que nos leva a considerar a desnaturalização dos modos de pensamento como resultado da experiência estética. Este cenário estético de mídias cada vez mais híbridas, ao ser considerado à luz do avanço das tecnologias da comunicação, demonstra o quanto se faz necessário desvelar os mecanismos ideológicos e/ou relações de poder que permeiam a vida social.


JAMESON, Fredric. O inconsciente político. A narrativa como ato socialmente simbólico. Trad. Valter Léllis Siqueira. Revisão: Maria Elisa Cevasco. São Paulo: Ática, 1992.

 

Editores

Paulo Custódio de Oliveira (UFGD)

Ramiro Giroldo (UFMS)

Volmir Cardoso Pereira (UEMS)

 

Datas importantes

Os artigos devem ser submetidos até o dia 30 de abril de 2022

Previsão de Publicação: setembro de 2022