Estímulos para o desenvolvimento das habilidades éticas

Uma investigação na educação fundamental

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30612/eduf.v13i00.17156

Palavras-chave:

Ética, Habilidades Éticas, Educação Escolar

Resumo

A educação fundamental é um momento crucial na construção dos valores em que se assentam os comportamentos sociais dos indivíduos. Assim, julga-se oportuno proporcionar uma triangulação entre os saberes que abordam o desenvolvimento das habilidades éticas e os dados obtidos no âmbito desta investigação. Reconhece-se que este acoplamento teórico poderá permitir inferências que desenvolvam novos modelos pedagógicos, que edifiquem uma sociedade mais justa e democrática. Surge assim problemática principal da pesquisa: A educação fundamental acolhe os estímulos para o desenvolvimento das habilidades éticas de seus educandos? Teve-se como objetivos específicos da pesquisa: observar, registrar e analisar, as práticas pedagógicas e os conhecimentos dos docentes sobre a ética e o desenvolvimento das habilidades éticas nas crianças. Para cumprir tais objetivos, iniciou-se com uma pesquisa bibliográfica e documental para substanciar as inferências, fizeram-se entrevistas com profissionais em efetiva docência buscando identificar os conceitos, os conhecimentos e as práticas deste grupo sobre as temáticas principais da pesquisa e refletiu-se sobre os dados obtidos, ao longo das diversas etapas, de forma analítica e metodológica. Diante da análise se chegou à conclusão de que a educação escolar pública, dentro do recorte específico, acolhe, em suas atividades pedagógicas, os estímulos para o desenvolvimento de habilidades éticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Paulo dos Santos Rosas de Castro, Universidade Federal do Mato Grosso do Sul

Graduado em Pedagogia pela UFMS. Professor em Educação Especial na Prefeitura Municipal de Ponta Porã.

 

Rita de Fátima da Silva, Universidade Federal do Mato Grosso do Sul

Pós-Doutora em Educação Física pela Universidade de Barcelona. Professora no Campus de Aquidauana da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Referências

BAUMAN, Z.; DONSKIS, L. Cegueira moral: a perda da sensibilidade na modernidade líquida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2014.

BONI, V.; QUARESMA, S. J. Aprendendo a entrevistar: como fazer entrevistas em Ciências Sociais. Em Tese, v. 2, n. 1, p. 68-80, 2005. Disponivel em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/emtese/article/view/18027. Acesso em: 15 jul. 2023.

BRASIL. Presidência da República. Lei n.º 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diario Oficial da União: Brasilia, DF, seção 1, p. 27833, 1996.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: apresentação dos temas transversais, ética. Brasília: MEC, 1997.

BRASIL. Controladora Geral da União. Curso EAD: Educação Cidadã - Ética, cidadania e o combate à corrupção. Disponível em: http://avamec.mec.gov.br/. Acesso em: 06 jul. 2020a.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Disponível em: http://download.basenacionalcomum.mec.gov.br/. Acesso em: 11 jul. 2020b.

CASTRO, J. P. S. R.; CASTRO, R. F. S. R.; GOMES, V. L. Dimensões acadêmicas da cegueira moral: um relato de experiência. Horizontes-Revista de Educação, [S.I], v. 7, n. 14, p. 258-272, 2019. DOI: 10.30612/hre.v7i14.10036. Disponível em: https://ojs.ufgd.edu.br/index.php/horizontes/article/view/10036. Acesso em: 15 jul. 2023.

COLBY, A.; KOHLBERG, L.; SPEICHER, B.; HEWER, A.; CANDEE, D.; GIBBS, J.; POWER, C. The measurement of Moral Judgement. v. 1. Cambridge: Cambridge University Press, 1987.

DAHLBERG, I. Teoria do conceito. Ciência Da Informação, [S.I], v. 7, n. 2, 1978. DOI: 10.18225/ci.inf.v7i2.115. Disponível em: https://revista.ibict.br/ciinf/article/view/115. Acesso em: 15 jul. 2023.

DURKHEIM, É. A educação moral. Petrópolis: Editora Vozes Limitada, 2012.

HARARI, Y. N. Sapiens: uma breve história da humanidade. Porto Alegre: L&PM, 2015.

MORAES, R. Análise de conteúdo. Revista Educação, Porto Alegre, v. 22, n. 37, p. 7-32, 1999. Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/4125089/mod_resource/content/1/Roque-Moraes_Analise%20de%20conteudo-1999.pdf. Acesso em: 15 jul. 2023.

OLIVEIRA, J. C. P.; OLIVEIRA, A. L.; MORAIS, F. A. M.; SILVA, G. M.; SILVA, C. N. M. O questionário, o formulário e a entrevista como instrumentos de coleta de dados: vantagens e desvantagens do seu uso na pesquisa de campo em ciências humanas. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 3., 2013. Anais [...]. [S. l.: s. n.], 2013.

PIAGET, J. O juízo moral nas crianças. São Paulo: Summus, 1948.

PUIG, J. M. Práticas morais: uma abordagem sociocultural da educação moral. São Paulo: Moderna, 2004.

WAAL, F. Primates and philosophers: How morality evolved. Princeton: Princeton University Press, 2009.

Publicado

2023-12-22

Como Citar

CASTRO, José Paulo dos Santos Rosas de; SILVA, Rita de Fátima da. Estímulos para o desenvolvimento das habilidades éticas: Uma investigação na educação fundamental. Educação e Fronteiras, Dourados, v. 13, n. 00, p. e023021, 2023. DOI: 10.30612/eduf.v13i00.17156. Disponível em: https://ojs.ufgd.edu.br/educacao/article/view/17156. Acesso em: 19 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos Demanda Contínua