Gerenciamento de resíduos sólidos urbanos: implantação de aterro sanitário em Pedro Gomes-MS

Lenildo Camargo

Resumo


O presente artigo tem por objetivo analisar a viabilidade de implantação de um aterro sanitário no município de Pedro Gomes, visto que o município vem enfrentando inúmeros problemas de armazenamento dos Resíduos Sólidos Urbanos (RSU). Assim sendo, a pesquisa pretende auxiliar a Prefeitura Municipal a condicionar um local correto para descarte de resíduos sólidos, diminuindo o impacto ambiental da fauna e flora na região, para esse fim foram levantados dados que possibilitassem a análise da viabilidade de implantação de aterro sanitário, visando sua capacidade de vida útil, estipulada pela NBR 13.896/1997, que é de um período de 20 anos. Para atingir o objetivo proposto, adotou-se o método de estudo de caso, com uma pesquisa qualitativa e descritiva, onde foi analisado o crescimento populacional do município em um período de 20 anos, a composição gravimétrica dos RSU, a escolha de uma área que comportasse as melhores condições ambientais, estruturais e de logística, observando a melhor relação entre a distâncias mínimas de corpos hídricos e núcleos habitacionais, e a melhor forma de armazenamento a um custo viável para municípios de pequeno porte. Os resultados alcançados demonstram que o município comporta uma excelente área, atendendo todos os requisitos necessário para a implantação de um aterro sanitário no município, com ótima logística e espaço suficiente para comportar a produção de Residuos Sólidos Urbanos pelos próximos 20 anos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.30612/eadtde.v6i8.9566

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.