Celular e Educação: Uma proposta para Utilização do Dispositivo Móvel como Recurso Didático

André Crepaldi

Resumo


O presente artigo tem por objetivo propor um modelo de utilização do celular como recurso pedagógico em sala de aula, tendo em vista que, o dispositivo, na maioria das vezes é proibido nas escolas pela legislação. Para encontrar respostas ao problema de pesquisa, buscou-se a revisão de artigos científicos, dissertações de mestrado e tese de doutorado. É possível afirmar que, o celular, apropriado pelo professor de forma crítica e de acordo com o conteúdo a ser trabalhado em sela, pode ser um excelente recurso pedagógico, capaz de potencializar o processo de ensino e aprendizagem. O uso do celular pelo professor demanda mais de força de vontade e interesse, uma vez que seu uso é permitido pela legislação, desde que apropriado para fins pedagógico.


Texto completo:

PDF

Referências


BARBERO, Jesús Martín. Tecnicidade, Identidade, Alteridades: Mudanças e opacidades da comunicação no século. IN: MORAES, Dênis de. Sociedade midiatizada. Rio de Janeiro: Mauad, 2006. (p. 51-80).

BARBOSA, Maria Irene de Castro; BARCELLOS, Daniela Menezes Neiva; CARVALHO, Maria Cláudia da Veiga Soares de. ‘Pode ser por Whatsapp?’ Aspectos interacionais nas mensagens de aplicativos de celular no contexto da disciplina de educação nutricional. INTERCOM – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação 40° Congresso Brasileiro de Ciência da Comunicação. Curitiba-PR, 04 a 09 set. 2017.

COSTA, Suéller. A autoria em sala de aula: o incentivo à participação discente e docente por meio de projetos que envolvem a produção midiática para a educação. INTERCOM – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da comunicação 40° Congresso Brasileiro de Ciência da Comunicação. Curitiba-PR, 04 a 09 set. 2017.

Gil, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. - São Paulo: Atlas, 2002.

MIRANDA, Guilhermina Lobato. Limites e possibilidades das TIC na educação. SISIFO – Revista de Ciências da Educação. N.º 03 mai/ago 2007.

MORAES, Dênis de. A tirania do fugaz mercantilização cultural e saturação midiática. IN: MORAES, Dênis de. Sociedade midiatizada. Rio de Janeiro: Mauad, 2006. (p. 33-50).

NAGAMINI, Eliana. O Uso do Aplicativo Whatsapp: Tempo de escrita/oralidade de alunos do ensino fundamental. INTERCOM – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação 40° Congresso Brasileiro de Ciência da Comunicação. Curitiba-PR, 04 a 09 set. 2017.

NAGUMO, Estevon. O uso do aparelho celular dos estudantes na escola. Dissertação (mestrado) – Universidade de Brasília. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação, 2014.

NETO, Gabriel Lage. Tecnologias, comunicação e educação: a utilização da internet como extensão do relacionamento entre docentes e discentes em sala de aula. INTERCOM – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da comunicação XXXVI° Congresso Brasileiro de Ciência da Comunicação. Manaus-AM, 04 a 07 set. 2013.

OROZCO, Guillermo. Comunicação social e mudança tecnológica: Um cenário de múltiplos desordenamentos. IN: MORAES, Dênis de. Sociedade midiatizada. Rio de Janeiro: Mauad, 2006. (p. 81-98).

OSELAME, Mariana Corsetti; SANTOS, Leandro dos Santos; FELIPE, Matheus da Silva. Celular na sala de aula: desafios e possibilidades para o ensino do telejornalismo. INTERCOM – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da comunicação 40° Congresso Brasileiro de Ciência da Comunicação. Curitiba-PR, 04 a 09 set. 2017.

PALAGI, Ana Maria Marques. Formação de Professores em tecnologias digitais em diálogo com as políticas públicas no estado do Paraná. 2016. Tese de Doutorado (Doutorado em Educação) – Centro de Ciências Humanas. Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS, São Leopoldo.

PARANÁ. Lei n° 18.118/2014, de 24 de junho de 2014. Dispõe sobre a proibição do uso de aparelhos/equipamentos eletrônicos em salas de aula para fins não pedagógicos no Estado do Paraná. Assembleia legislativa do Paraná. Curitiba, PR, 24 de jun. 2014. Disponível em: http://www.comunicacao.mppr.mp.br/modules/noticias/article.php?storyid=11862. Acesso em: 25 fev. 2018.

SILVA, Dilma Oliveira da. O uso do celular no processo educativo: Possibilidades na aprendizagem. EDUCERE. XII Congresso nacional de educação, PUCPR, 26 a 29 out. 2015.

SILVA SOUZA, Josefa Aparecida. Uso do celular em sala de aula: otimizando práticas de leitura e estudos dos gêneros textuais. Anais do SILEL. Volume 3, número 1. Uberlândia: EDUFU, 2013.

SOUZA, Josenilda Martins de. O uso do celular: por que proibir é a melhor opção? 6° simpósio hipertexto e tecnologia na educação. 2 colóquio internacional de educação com tecnologias. ISSN: 194-1175, 2017.

STAM, Robert. Bakhtin: da teoria literária à cultura de massa. Editora Ática S. A., 1992.

VIVIAN, Caroline Deprá; PAULY, Evaldo Luis. O uso do celular como recurso pedagógico na construção de um documentário intitulado: Fala Sério! Colabor@ - Revista Digital da CVA, ISSN 1519-8529. Volume 7, Número 27, fev. 2012.




DOI: https://doi.org/10.30612/eadtde.v6i8.8114

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.