Os programas da TV Escola e a educação especial: possibilidades de formação contínua de professores do ensino fundamental

Rosangela Vargas Cassola

Resumo


Objetivamos identificar a potencialidade de utilização da TV Escola na formação contínua de professores que trabalham com alunos que apresentam necessidades especiais. A coleta de dados ocorreu em duas fases: inicialmente usamos como instrumento um questionário com trinta e quatro questões abertas e fechadas. Em seguida realizamos uma entrevista e procedemos a utilização da Técnica de Grupo Focal em seis encontros presenciais. Os dados revelam que os professores desconhecem os Programas da Série Educação Especial da TV Escola, bem como o conceito de deficiência mental e indicam que é possível usar a TV Escola como meio de formação contínua desde que considerados três aspectos: 1) aspectos organizacionais da escola; 2) questões profissionais de formação docente e 3) políticas de implantação da TV Escola.

Palavras-chave


Educação especial. Formação contínua de professores. TV Escola.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, A.M.A. Educação a distância e educação continuada. In: LOBO NETO, F. J. S. (org.) Educação a Distância: referências e trajetórias. RJ: Associação Brasileira de Tecnologia Educacional; Brasília: Plano Editora, 2001.

ARETIO, L. G. Para uma definição de Educação a Distância. In: LOBO NETO, F. J. S. (org.) Educação a Distância: referências e trajetórias. RJ: Associação Brasileira de Tecnologia Educacional; Brasília: Plano Editora, 2001.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Portugal: Edições 70, 1977.

BARROS, C. de C. e MARQUEZ, D. N. (DES) Caminhos da formação docente na cidade de Uberlândia. Disponível em: http://www.ufop.br/ichs/conifes/anais/EDU/

edu0501.htm. Acesso em dezembro de 2004.

BRASIL. Congresso Nacional. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional - Lei n.º 4.024, de 1961. Brasília: Diário Oficial da União.

BRASIL. Congresso Nacional. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional - Lei n.º 5.692, de 1971. Brasília: Diário Oficial da União.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/CEB Nº 17, 2001. Brasília: DOU de 17-8-2001, SEÇÃO 1, P. 46.

BRASIL. Congresso Nacional. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional - Lei n.º9.394/96, de 20 de dezembro de 1996. Brasília: Diário Oficial da União, 23 de dezembro de 1996.

BRASIL. Congresso Nacional Lei. Nº 7853/89, Brasília, 1989.

BRASIL. Declaração de Salamanca e Linha de ação sobre necessidades educativas especiais. Brasília: CORDE, 1994.

CANÁRIO, R. A escola: lugar onde os professores aprendem. In: Anais do I Congresso Nacional de Supervisão na Formação. Portugal: Universidade de Aveiro, p. 71 a 86, 1977.

CASTRO, A. M. D. A. Um Salto para o Futuro: uma solução na capacitação do professor? Natal: 1998. Mestrado UFRN. Resumo disponível em

www.mec.gov.br/seed/paped/projetos.shtm. Acessado: 01 maio 2004.

FREITAS, S. N. Introdução. In. Capacitação de professores e profissionais para Educação Especial e suas concepções sobre inclusão. MARQUEZINE M. M, ALMEIDA M.A. e TANAKA. E. D. O (orgs). Londrina: Editora da Universidade Estadual de Londrina, 2003. Coleção Perspectivas Multidisciplinares em Educação Especial.

HIDALGO, L. A. Supervisão Escolar e Projeto TV Escola: Um estudo na Rede Pública de Ensino Fundamental do Núcleo Regional e de Educação de Londrina/PR. Dissertação (Mestrado em Educação) Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marília, 1999.

IMBERNON, F. Formação docente e profissional. Formar-se para a mudança e a incerteza. 2ª ed. SP. Editora Cortez, 2001.

JANNUZZI, G. S. de M. A educação do deficiente no Brasil: dos primórdios ao inicio do séc. XXI. Campinas, SP: Autores Associados, 2004.

LIMA, C. M. Educação a Distância e TV Escola: apropriações de professores em formação contínua. Tese de Doutorado. Instituto de Psicologia e Fonoaudióloga. Campinas, SP: Pontifícia Universidade Católica de Campinas, 2000.

LINS, M. R. F. TV Escola e Educação a Distância: a palavra, a imagem e o professor na era da informação. PUC/RJ 1998. Resumo disponível em www.mec.gov.br/seed/paped/projetos.shtm. Acessado em 01 maio 2004.

LUCKESI, C. C. Democratização da educação: ensino a distância como alternativa. In:LOBO NETO,F.J.S (org.) Educação a Distância: referências e trajetórias. RJ: Associação Brasileira de Tecnologia Educacional; Brasília: Plano Editora, 2001.

MARQUES, M. B. A. Programas da SEED - TV Escola e PROINFO - impactos nas escolas públicas do RJ. EBAP/FGV-RJ. Resumo disponível em www.mec.gov.br/seed/paped/projetos.shtm. Acessado em 01 maio 2004

MAZZOTA, M. J. S. Educação Especial no Brasil: Historia e Políticas Públicas. 4ª ed. SP: Cortez, 2003.

MINAYO, M. C. S. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 6ª edição. SP: Hucitec; Rio de Janeiro: Abrasco, 1999.

NUNES, I. B. Educação a distância e o mundo do trabalho. In: LOBO NETO, F. J. S (org.) Educação a Distância: referências e trajetórias. RJ: Associação Brasileira de Tecnologia Educacional; Brasília: Plano Editora, 2001.

OLIVEIRA, S. S & COSTA, M. P. R. A educação inclusiva e a capacitação de professores na informática educativa no município de Fortaleza: primeiros resultados. In MARQUEZINE, M. M., ALMEIDA, M. A. e TANAKA, E. D. O. (orgs). Capacitação de professores e profissionais para Educação Especial e suas concepções sobre inclusão. Londrina: Editora da Universidade Estadual de Londrina, 2003. Coleção Perspectivas

Multidisciplinares em Educação Especial.

ROSADO, E. M. S. Guia de análise de vídeo. Material mimeografado, s.d.

SCAPIN, I. A. S. A Formação Contínua de Professores da Ensino Médio e a TV Escola: um estudo nas escolas da rede pública de Pato Branco/PR. Dissertação (Mestrado em Educação) Faculdade de Filosofia e Ciências de Palmas, PR, 2003.

VIZIM, M. SILVA, S. (Org.). Políticas Públicas: educação, tecnologias e pessoas com deficiência. Campinas, SP: Mercado de Letras: 2003.

SOARES, M. S. Identificação de condições presentes ou ausentes no processo de integração do aluno com deficiência no ensino regular. UCDB, Dissertação de Mestrado em Educação, 2000.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em Ciências Sociais. A pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Editora Atlas, 1987.

TV ESCOLA: Guia de Programas / Secretaria de Educação a Distância. Brasília: Ministério da Educação, SEED, 2000.

UNESCO. Declaração Mundial sobre Educação para Todos: Necessidades Básicas de Aprendizagem. UNESCO, 1990.

VITKOWSKI, J. R. O paradigma emergente e a integração das novas tecnologias no projeto TV Escola. In Olhar de professor, vol. 3. Ponta Grossa, nov. 2000.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.