Abordagem multissistêmica da língua e episódios de construção da concordância na aquisição da escrita

Edilaine Buin Barbosa

Resumo


O objetivo deste trabalho é explorar algumas evidências da língua como multissistema complexo (CASTILHO, 2009), a partir de dois dados de aquisição de sua modalidade escrita: um texto escrito por uma criança de 7 anos (2º ano do Ensino Fundamental) e outro, por uma criança de 11 anos (6º ano do Ensino Fundamental). O primeiro dado chama a atenção para questões da concordância verbal e, o outro, para a questão da concordância nominal. Os dois textos foram selecionados qualitativamente, a partir da busca de marcas de reelaboração e de construção de cadeia anafórica que possibilitassem formular hipóteses sobre a atuação de diferentes componentes linguísticos (gramaticais, discursivos e semânticos) que são acionados para a construção da concordância. Esse fenômeno é tratado do ponto de vista funcionalista-cognitivista, evidenciando-se o tratamento da concordância no campo discursivo/semântico, e não apenas no domínio exclusivo da gramática, como tradicionalmente se faz. Os dois dados analisados dão suporte para evidenciar a pertinência teórica da abordagem multissistêmica da língua e, consequentemente, essas análises podem facilitar o entendimento de outras ocorrências no âmbito do processo de aquisição da escrita.

Palavras-chave


Abordagem multissistêmica da língua. Aquisição da escrita. Concordância verbal. Concordância nominal.

Texto completo:

PDF

Referências


ABAURRE, M.B. M., Fiad, R.S., Mayrink-Sabison, M.L. Cenas de aquisição da escrita. Campinas, SP: Mercado das letras, 1997.

BUIN, E. Aquisição da escrita: coerência e coesão. São Paulo: Contexto, 2002.

_________ A gramática a serviço do desenvolvimento da escrita. Em Revista Brasileira de Linguística Aplicada.

_________ A reelaboração de textos na aquisição da escrita. Em Anais do 1º Encontro do CelSul. Florianópolis, 1997.

__________ Incoerência e Referenciação: análise de um texto escrito.

Em Abaurre, M.B. & Mayrink-Sabison, M.L. & Fiad, R.S. (org.) Estilo e Gênero na aquisição da escrita. Campinas-SP: Komedi, 2003.

CASTILHO, A.T. Análise multissistêmica das minissentenças. USP, UNICAMP, CNPq. Inédito, 2009.

__________ Perspectiva multissistêmica da concordância na história do português paulista. USP, UNICAMP, CNPq. Inédito, 2009.

___________, 2004.

COUDRY, M.I. O diário de narciso. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

FRANCHI, C. Criatividade e gramática. Em Trabalhos de Lingüística Aplicada 9. Campinas, SP, Unicamp, 1987.

___________, 1977.

GERALDI, W. Portos de Passagem. São Paulo: Martins Fontes, 1993.

JUBRAN, C. & Koch, I. (org.) Gramática do português culto falado no Brasil, vol. 1, Construção do texto falado. Campinas: Editora da Unicamp.

__________ O texto e a construção dos sentidos. São Paulo: Contexto, 1997.

__________ (org.) Gramática do português falado, vol. VI. Campinas: Editora da Unicamp, Fapesp, 2006.

PORTAL DO MUSEU DA LÍNGUA PORTUGUESA, em

www.museudalínguaportuguesa.org, acessado em março de 2010.






Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.