A relação dialética entre símbolo e metáfora: um pressuposto interdisciplinar.

Ana Elisa Santos

Resumo


Este artigo expõe os resultados obtidos na Iniciação Científica Literatura e Filosofia: As relações interdisciplinares presentes nos estudos de Paul Ricoeur sobre as teorias da metáfora e do símbolo. O projeto teve como objetivo central a percepção e compreensão da relevância da relação interdisciplinar, estabelecida pelo filósofo francês Paul Ricoeur, entre as teorias da metáfora e do símbolo. Tendo em vista que a prática interdisciplinar pressupõe um diálogo, uma troca de conhecimento, de análise e de métodos entre as partes envolvidas, que visa como resultado um enriquecimento mútuo, o trabalho identificou que a filosofia de Ricoeur é um modelo dessa prática. O filósofo francês, ao se voltar para o objeto literário com o intuito de compreender as ações humanas e suas implicações éticas, estabeleceu entre as duas áreas do conhecimento, a Literatura e a Filosofia, uma relação interdisciplinar de excelência.

Palavras-chave


Interdisciplinaridade. Literatura. Filosofia. Metáfora. Símbolo.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVARENGA et al. (2010). Histórico, Fundamentos Filosóficos e Teóricometodológicos da Interdisciplinaridade. In: Philippi Jr, A.; Silva Neto, A.J. Interdisciplinaridade em ciência, tecnologia & inovação. Barueri-SP, Manole. 2010. p – 3-69.

ARISTOTÉLES. Poética. Trad. Eudoro de Souza. Os pensadores. São Paulo: Nova Cultural, 1991.

AUSTIN, J. L. Quando dizer é fazer. Porto Alegre: Artes Médicas, 1990.

FAZENDA, Ivani Catarina Arantes.Integração e interdisciplinaridade no

ensino brasileiro: Efetividade ou ideologia. São Paulo: Loyola, 2011.

Disponível em: . Acesso em 22 de

Maio de 2013.

LEIS, Héctor Ricardo. Sobre o conceito de interdisciplinaridade. Cadernos de pesquisa interdisciplinar em ciências humanas.Florianópolis: UFSC, 2005. Disponível em:

w/2176/4455>.Acesso em 22 de Maio de 2013.

LEIS, Héctor Ricardo (2010). Especificidades e desafios da

interdisciplinaridade nas ciências humanas. In: Philippi Jr, A.; Silva Neto,

A.J. Interdisciplinaridade em ciência, tecnologia & inovação. Barueri-SP,

Manole. 2010. p 106-123.

PAULA, Adna Candido.Ética, Literatura e Vida Humana: Problematizando a

Orientação Ética das Narrativas Ficcionais.XII Congresso Internacional da

ABRALIC, Centros – Ética, Estética. Curitiba: UFPR, 2011. Disponível em:

-1.pdf>. Acesso em 24 de Junho de 2013.

_____. Os estudos interdiscipliares e as políticas acadêmicas. Anais XIII Ciclo de Literatura– Seminário Internacional “As Letras em Tempo de Pós”. Dourados: EDUFGD, 2009. Disponível em:

dade e Politicas academicas.pdf >. Acesso em 05 de julho de 2013.

PAULA, Adna Candido de; SPERBER, Suzi Frankl (Org). Teoria Literária e

Hermenêutica Ricoeuriana: Um diálogo possível. Dourados, MS:UFGD,

PLATÃO. A República. Trad. J. Guinsburg. São Paulo: Difusão Européia do

Livro, 1965.

RICOEUR, Paul. A metáfora viva. Trad. Dion Davi Macedo. São Paulo:

Loyola, 2000.

_____.Do Texto à Acção. Ensaios de Hermenêutica II. Trad. Alcino Cartaxo e Maria José Sarabando. Porto: Rés-Editora, 1989.

_____. Tempo e narrativa – Tomo III. Tradução de Roberto Leal Ferreira.

Campinas: Papirus Editora, 1997.

_____. Tempo e narrativa – Tomo II. Tradução de Marina Appenzeller.

Campinas: Papirus editora, 1995

_____. Tempo e narrativa – Tomo I. Tradução de Constança Marcondes

César. Campinas: Papirus editora, 1994.

_____. Teoria da interpretação – O discurso e o excesso de significação. Rio

de Janeiro: Edições 70, 1976.






Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.