Entre a vontade de esquecer e a necessidade de lembrar: as memórias de Flávio Tavares

Flavieli Arguelho Vilarba, Paulo Bungart Neto

Resumo


O artigo tem como corpus principal as memórias do jornalista Flávio Tavares, intituladas Memórias do esquecimento (1999), nas quais o autor relembra os momentos em que foi preso por ter participado da resistência ao regime militar no Brasil. A abordagem metodológica foi essencialmente bibliográfi ca e o objetivo geral foi o de compreender as memórias de Tavares do ponto de vista da denúncia das torturas sofridas durante a ditadura militar brasileira, como exemplo da literatura testemunhal contemporânea. Tendo sido incluído na lista de quinze prisioneiros políticos libertados em troca do embaixador norte-americano Charles Burke Elbrick em 1969, o relato alterna, na sequência dos capítulos, cenas relativas à sua prisão, às mortes de companheiros da guerrilha e às sessões de tortura nos porões da ditadura, com o exílio no México após sua libertação. Além de suas memórias, a análise traz a leitura de outros dois volumes de reminiscências políticas do escritor: O dia em que Getúlio matou Allende e outras novelas do poder (2004); e 1961 – O golpe derrotado: Luzes e sombras do Movimento da Legalidade (2011). A abordagem tem como aporte teórico os conceitos de Lejeune (2008), bem como a discussão daquilo que se convencionou chamar de “literatura do trauma” (SELIGMANN-SILVA, 2003).

Palavras-chave


Memórias. Flávio Tavares. Ditadura brasileira.

Texto completo:

PDF

Referências


GABEIRA, Fernando. O que é isso, companheiro? 32 ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1982.

LEJEUNE, Philippe. O pacto autobiográfico: De Rousseau à Internet. Belo Horizonte-MG: Ed. UFMG, 2008. Trad. Jovita Maria Gerheim Noronha e Maria Inês Coimbra Guedes.

NEPOMUCENO, Eric. A memória de todos nós. Rio de Janeiro: Record, 2015.

SELIGMANN-SILVA, Márcio. Reflexões sobre a memória, a história e o esquecimento. In: SELIGMANN-SILVA, Márcio (Org.). História, memória, literatura: o testemunho na era das catástrofes. Campinas: Editora da UNICAMP, 2003, p. 59-88.

TAVARES, Flávio. Memórias do esquecimento. 4 ed. São Paulo: Globo, 1999.

TAVARES, Flávio. O dia em que Getúlio matou Allende e outras novelas do poder. 7 ed. Rio de Janeiro: Record, 2004.

TAVARES, Flávio. 1961 – O golpe derrotado: Luzes e sombras do Movimento da Legalidade. Porto Alegre: L&PM, 2011




DOI: https://doi.org/10.30612/raido.v13i32.9487

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.