A máquina de Joseph Walser, de Gonçalo M. Tavares e a modalização do vazio

Ibrahim Alisson Yamakawa

Resumo


A máquina de Joseph Walser, de Gonçalo M. Tavares, objeto base das discussões empreendidas neste artigo, faz um retrato da crise da sociedade tecnocrática, ao por em tela Joseph Walser, um dedicado operário de fábrica que se abdica de si mesmo em favor da máquina para sobreviver à violência decorrente da guerra e da máquina . Em decorrência disso, Joseph Walser passa por um processo de esvaziamento de sentidos acelerado pelo ritmo implacável das máquinas e pela violência da guerra. Logo, a convivência com o vazio torna-se inevitável. É fato, portanto, que para este romance o vazio demonstra ser um eixo de extrema signifi cação. Assim, o presente artigo propõe uma refl exão sobre a modalização do vazio nesse romance, especialmente, aquele caracterizado pela falta e o que se apresenta enquanto possibilidade de sentido. Para auxiliar essa refl exão, recorre-se aos estudos de Santiago Kovadloff (2003), David Le Breton (1991); (2018), entre outros.

Palavras-chave


A máquina de Joseph Walser. Gonçalo M. Tavares. Vazio.

Texto completo:

PDF

Referências


HOMEM, Maria Lúcia. A função do vazio. In: Anais V Encontro Latino-Americano dos Estados Gerais de Psicanálise. 2005.

KOVADLOFF, Santiago. O silêncio primordial. Rio de Janeiro: José Olympio: 2003.

KUHN, Helmut. Encounter with nothingness: an essay on existencialism. Hinsdale: Henry Regenery Company. 1945.

LE BRETON, David. Do silêncio. Tradução de Luís M. Couceiro Feio Lisboa: Instituto Piaget, 1999.

LE BRETON, David. Desaparecer de si: uma tentação contemporânea. Tradução de Francisco Morás. Petrópolis: Editora Vozes, 2018.

MERLEAU-PONTY, Maurice. A linguagem indireta e as vozes do silêncio. In: Signos, São Paulo: Martins Fontes, 1992. p.39-87.

TAVARES, Gonçalo M. A máquina de Joseph Walser. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

TAVARES, Gonçalo M. Breves notas sobre ciência; breves notas sobre o medo; breves notas sobres as ligações (Llansol, Molder, Zambrano). Lisboa: Relógio D’Água, 2012.

TAVARES, Gonçalo M. Atlas do corpo e da imaginação. Alfragide: Editorial Caminho, 2013.

TEIXEIRA, Virgílio Franco de Freitas. O vazio e o buraco negro na patologia limite: um contributo da/para técnica Rorschach. 2008. Dissertação (Mestrado em Psicologia Aplicada). Instituto Superior de Psicologia Aplicada, Lisboa. 2008.

XIMENES, Sérgio. Minidicionário Ediouro da língua portuguesa. São Paulo: Ediouro, 2000.




DOI: https://doi.org/10.30612/raido.v13i32.9277

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.