"...se fosse na oralidade poderia falar-se dessa formas, mas, como é um texto segue a escrita": concepções de letramento e a relação entre a fala e a escrita

Rute Izabel Simões Conceição

Resumo


Partindo de uma reflexão sobre as concepções “autonomista e ideológica” de letramento, procuramos discutir a relação entre fala e escrita sustentadas por essas concepções. Com base nessa fundamentação, e tomando como hipótese que o modo como se concebe a relação entre o oral e o escrito traz conseqüências para o ensino de língua materna em sala de aula, investigamos indícios do modo de conceber essa relação em 75 textos de formandos em Letras, cujos textos foram produzidos no gênero “prova acadêmica”, durante o Exame Nacional de Cursos, em 2001. Por meio de um critério etnográfico de delimitação, restringimos o corpus sob análise aos examinados no Estado de Mato Grosso do Sul. Os resultados da análise apontam para o fato de que é predominante uma concepção dicotômica sobre a relação fala e escrita.

Palavras-chave


Letramentos. Relação fala e escrita. Ensino de língua materna.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.