A movência do leitor na leitura do literário

Adair de Aguiar Neitzel, Carla Carvalho

Resumo


Este artigo discute o processo de interação que ocorre entre obra e leitor quando este é mediado pela figura do contador de histórias, e como se constrói a subjetividade do sujeito por meio do ofício de contar. A coleta de dados foi feita por meio de depoimentos de 13 acadêmicos que participaram durante dois anos de um projeto de formação de leitores. A análise deu-se pela análise de conteúdo, tendo como parâmetro o estudo de Petit (2008). Como resultado, apontamos que a recepção do texto literário por meio da performance promove um estado de movência no leitor, envolvendo-o em um processo de variações recriadoras, ampliando as possibilidades de penetração na leitura silenciosa. Os depoimentos exemplificam como a atividade de contação de histórias pode interferir nas histórias daqueles que se entregam ao texto literário e influenciar mais de um destino: daquele que conta e daquele que ouve.

Palavras-chave


Leitura do literário. Contação de histórias. Formação de leitores.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.