Relación entre espacio doméstico e identidad en la obra El sueño de América de la escritora puertorriqueña Esmeralda Santiago

Almudena Martínez Díaz-Cacho

Resumo


Existe uma relação social entre a representação e a percepção do espaço físico e do processo de construção da identidade subjetiva. Esta relação é especialmente relevante no romance El sueño de América (1996) da escritora porto-riquenha Esmeralda Santiago, já que se configura como o meio narrativo que emprega a escritora para desenhar e representar os limites ideológicos/sociais – especialmente os de gênero, etnia e classe social – que definem a identidade da protagonista como mulher étnica de classe baixa, condição que a obriga a construir sua identidade no espaço doméstico. Pois, como fica refletido na análise textual da obra, a luz dos estudos culturais, pós-coloniais e de gênero, o espaço doméstico é o material plástico sobre o qual se modela a identidade do sujeito.

Palavras-chave


Espacio doméstico. Identidad. Género. Etnia. Esmeralda Santiago.

Texto completo:

PDF (Español (España))


Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.