Revisão do paraíso na aldeia global

Rachel Lima

Resumo


O artigo, em perspectivada sintonia com as vozes da tradição latino-americana, analisa a trágica fortuna da “invenção” do Novo Mundo, criticando as genealogias das ideias que cercaram esse acontecimento desde os descobrimentos. Sob a perspectiva da crítica literária e cultural, discutem-se obras tão importantes como A invenção da América, de Edmundo O’Gorman e Visão do paraíso, de Sergio Buarque Holanda, passando por Ángel Rama, até Gayatri Chakravorty Spivak. O escritor Bernardo Carvalho, autor de Nove noites, oferece o foco de enunciação da ensaísta, que busca sublinhar, no espaço da aldeia indígena de Dourados-MS, os resíduos desta América hoje bem representados “como ocorre com as crianças subnutridas das tribos da cidade de Dourados, restando-lhes continuar nos entregando seus corpos, suas vidas. Para o bem da literatura”.

Palavras-chave


Aldeia global. Paraíso. Regiões latino-americanas. Transculturação.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.