Caleidoscorpo: as luminosidades que transvêem o corpo

A Revista Raído, publicação do Programa de Pós-Graduação em Letras da UFGD, está recebendo textos até 30 de junho de 2018 para compor uma Edição Temática (v. 12, n. 30), a ser publicada no 2º semestre deste ano. Ementa: Com efeito, considera-se o corpo como um objeto de saber que perpassa distintas formas de dizer e de ver ou, como diz Deleuze em Foucault (2005), distintos regimes de dizibilidade e regimes de visibilidade. Para além dessas ordens do dizer e do olhar, os significados em torno deste significante têm uma espessura histórica que o constitui. Nesse sentido, para esse número temático provocam-se os autores com as seguintes questões norteadoras: como o corpo obedece a determinadas formas de dizer e de ver quando levamos em conta certos domínios do saber? Quais são os lugares, muitas vezes ambíguos, ocupados por este objeto dentro das Ciências Humanas? Como o corpo foi monumentalizado historicamente para que hoje o tenhamos como algo plural e inter-trans-disciplinar? Assim, na tentativa de responder a esses e outros questionamentos relacionados, abre-se chamada para pesquisadores das áreas de Letras, Linguística, Filosofia, Direito, Antropologia e afins, com o objetivo de compilar artigos que joguem luz, a partir de diferentes olhares dos estudos discursivos, para o mesmo objeto a fim de res-significar e constituir um “arquivo audiovisual” de quem se deixa fascinar pelo que ouve e vê. Editoras da edição temática: Elizete de Souza Bernardes (IFMS) e Michelle Aparecida Pereira Lopes (UEMG).