Who has not dreamed of being a soccer player?: investigating foregrounds

Denival Biotto Filho

Resumo


Neste artigo, discuto a importância de utilizar o conceito de foreground para entender os motivos e atitudes de uma pessoa frente à aprendizagem matemática. Foreground é um conceito desenvolvido por Ole Skovsmose (1994) e refere-se a visão que uma pessoa pode ter sobre seu futuro. Para conduzir uma investigação sobre foregrounds, desenvolvi um trabalho que envolveu configurar um ambiente de aprendizagem em uma instituição social para crianças e adolescentes em regime de semi-internato. Apresento e discuto aqui o caso de um dos participantes do trabalho desenvolvido que deseja se tornar um jogador de futebol profissional.

Palavras-chave


Foregrounds. Prospects. Critical mathematics education.

Texto completo:

PDF

Referências


BIOTTO FILHO, D. Quem não sonhou em ser um jogador de futebol? Trabalho com projetos para reelaborar foregrounds. 2015. 234f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Rio Claro, SP, 2015.

BIOTTO FILHO, D.; SKOVSMOSE, O. Researching Foregrounds: About Motives and Conditions for Learning. In: 12TH INTERNATIONAL CONGRESS ON MATHEMATICAL EDUCATION, n.12, 2012. ICME-12 Proceedings. Seul: 2012. p. 5668-5676. [Publicado também em BIOTTO FILHO, D.; SKOVSMOSE, O. Researching foregrounds: About

motives and conditions for learning. In: SKOVSMOSE O. Critique as uncertainty. Charlotte, North Carolina, USA: Information Age Publishing, 2014. p. 87-94]

D'AMBROSIO, U. Etnomatematica: arte ou técnica de explicar e conhecer. São Paulo: Atica, 1990.

PIMENTA, C. A. M. Sociologia da Juventude: futebol, paixão, sonho, frustração, violência. Taubaté-SP: Cabral Editora e Livraria Universitária, 2006.

SKOVSMOSE, O.; SCANDIUZZI, P. P; VALERO, P. ALRØ, H. Learning Mathematics in a Borderland Position: Students’ Foregrounds and Intentionality in a Brazilian Favela. Journal of Urban Mathematics Education, v.1, n.1, 35-59, 2008.

SKOVSMOSE, O. Towards a philosophy of critical mathematics education. Dordrecht: Kluwer Academic Publishers, 1994.

SKOVSMOSE, O. Foregrounds and politics of learning obstacles. In: GELLERT, U.; JABLONKA E. Mathematisation – demathematisation: Social, philosophical, sociological and educational Ramifications. Rotterdam: Sense Publishers, 2007. p. 81-94.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.