Projetos de leitura literária em bibliotecas da comunidade escolar de Dourados/MS

Markley Florentino Carvalho, Alexandra Santos Pinheiro

Resumo


Este artigo é um trabalho de pesquisa acerca das bibliotecas da comunidade escolar de Dourados/MS, no qual foi reconstruída a história e a memória da formação de leitores/educandos em duas escolas da rede pública de ensino e suas respectivas bibliotecas escolares. Foi analisada a documentação dos projetos de leitura, do Projeto Político Pedagógico da Escola e do Plano de Desenvolvimento Escolar, como forma de compor a trajetória histórica das práticas de leituras nas bibliotecas das respectivas escolas mantenedoras. A pedagogia de projetos de leitura da biblioteca em interface com a sala de aula é discutida como proposta para a interdisciplinaridade e maior efetividade no incentivo à leitura literária e na formação dos leitores.

Palavras-chave


Práticas de leitura. Bibliotecas. Leitura literária.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Lei nº 12.244, de 24 de maio de 2010. Dispõe sobre a universalização das bibliotecas nas instituições de ensino do País. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 25 maio 2010, p.3. Disponível em: http://bsf.org.br/2010/05/25/lei-n%C2%BA-12-244-dispoe-sobre-a-universalizacao-das-bibliotecas-nas-instituicoes-de-ensino-do-pais. Acesso em: 30 de maio de 2010.

______. Orientações curriculares para o ensino médio: linguagens, códigos e suas tecnologias. Brasília, DF: MEC/SEB, 2006. (Orientações curriculares para o ensino médio, v. 1).

CAMPELLO, Bernadete. A biblioteca escolar como espaço de aprendizagem. In: MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA. Literatura: ensino fundamental. Brasília, DF: MEC/SEB, 2010. 204 p. (Coleção Explorando o Ensino; v. 20).

CERTEAU, Michel de. A operação historiográfica. In: ______. A escrita da história. Trad. Maria de Lourdes Menezes. Rio de Janeiro, RJ: Forense, 1999. p. 65-119.

ESCOLA ESTADUAL PRESIDENTE TANCREDO NEVES. Projeto de Leitura Ensino Fundamental 1º ao 5º ano. Dourados, MS: E. E. Presidente Tancredo Neves, 2009.

ESCOLA MUNICIPAL ETALÍVIO PENZO. Projeto Arte da leitura. Dourados, MS: E. M. Etalívio Penzo, 2007.

EUGÊNIO, Marcos Francisco Napolitano de. Representações políticas no Movimento das Diretas-Já. In: Revista Brasileira de História, São Paulo: ANPUH, v. 15, n. 29, p. 207-219, 1995.

FERNANDES, Célia Regina Delácio. Formação de mediadores em leitura: relato de experiência. In: CONGRESSO NACIONAL DE LEITURA, 1, 2009, Campinas. É preciso transcrever o mundo. Campinas. Anais... Campinas, SP: UNICAMP; ALB, 2009. p. 1-7.

KLEIMAN, Ângela. Texto e leitor: aspectos cognitivos da leitura. 14. ed. Campinas, SP: Pontes, 2011.

_______. Leitura e interdisciplinaridade: tecendo redes nos projetos da escola. Campinas, SP: Mercado de Letras, 1999. (Coleção Ideias Sobre Linguagem).

MATO GROSSO DO SUL. Secretaria de Educação. Decreto n. 3.076, de 9 de julho de 1985. Cria a Escola Estadual Presidente Tancredo Neves. Campo Grande, MS: Governo do Mato Grosso do Sul, 1985.

______. ______. Projeto político-pedagógico da Escola Municipal Etalívio Penzo: educação democrática, cidadão participativo. Campo Grande, MS: Mato Grosso do Sul/Secretaria de Educação. Brasília, DF: MEC, 2006.

______. ______. Plano de desenvolvimento da Escola Municipal Etalívio Penzo. Campo Grande, MS: Mato Grosso do Sul/Secretaria de Educação. Brasília, DF: MEC, 2011.

______. ______. Secretaria de Educação. Projeto político-pedagógico da Escola Estadual Presidente Tancredo Neves. Campo Grande, MS: Mato Grosso do Sul/Secretaria de Educação. Brasília, DF: MEC, 2012.

PINHEIRO, Alexandra Santos. O ensino de literatura: a questão do letramento literário. In: GONÇALVES, Adair Vieira; PINHEIRO, Alexandra Santos; LEAL, Rosa Myriam Avellaneda (Orgs.). Leitura e escrita na América Latina: teoria e prática de letramento(s). Dourados, MS: UFGD, 2011. p. 37-58.

PROLER - Programa Nacional de Incentivo à Leitura (Brasil). III PROLER e a construção da leitura e da cidadania. In: ______. Formação de leitores e construção da cidadania: memória e presença do PROLER. Rio de Janeiro, RJ: Fundação Biblioteca Nacional, 2008. p. 128-153.

SILVA, Ezequiel Theodoro. Leitura na escola e na biblioteca. 5. ed. São Paulo – SP: Papirus, 1995.

ZAPPONE, Miriam Hisae Yaegashi. Formas ficcionais contemporâneas e educação literária. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DA ABRALIC, 11, 2008, São Paulo. Tessituras, interações, convergências. São Paulo: USP; ABRALIC, 2008.

______. Práticas de leitura na escola. 2001. Dissertação (Mestrado em Letras)- Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 2001. Disponível em: http://www.unicamp.br/memoria/projetos/tese8.hml. Acesso em: 10 out. 2012.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.