(Re)construção das conceções CTS de futuros professores de Ciências

Mónica Seabra, Rui Marques Vieira

Resumo


Na educação em Ciências, partir das conceções Ciência-Tecnologia-Sociedade (CTS) dos futuros professores (FP), poderá permitir a conceptualização e a redefinição de cursos de formação inicial de professores (FIP) mais eficazes. Este estudo teve como finalidade averiguar a (re)construção das conceções CTS de três FP do 1.º e do 2.º Ciclos do Ensino Básico, ocorrida no âmbito da formação em Didática das Ciências Naturais. Esta intervenção contemplou o desenvolvimento de atividades de cariz CTS formais e de saída de campo. Para a recolha de dados, foi aplicado o questionário Views-On-Science-Technology-Society -VOSTS e foram realizadas entrevistas individuais semiestruturadas. Este estudo assumiu uma natureza qualitativa, tendo sido a análise de conteúdo a técnica privilegiada no tratamento dos dados recolhidos. Verificou-se que no início da formação em Didática das Ciências predominava um desconhecimento das complexas interações CTS e que após a mesma os estudantes mostraram uma imagem mais contextualizada da Ciência. Concluiu-se, portanto, que além de se apresentarem e discutirem práticas CTS é preciso adotá-las na FIP (de Ciências), uma vez que estas parecem contribuir para que os FP ultrapassem conceções de Ciência desadequadas e à margem das suas inter-relações com a Tecnologia e a Sociedade


Palavras-chave


Formação inicial de professores. Conceções. Educação CTS Contextos de Ciência e Tecnologia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.30612/eduf.v9i25.11019

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.