O pensamento complexo de Edgar Morin e o ensino de física

Mapeamento das teses e dissertações brasileiras

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30612/eduf.v13i00.16922

Palavras-chave:

Mapeamento, Complexidade, Educação, Ensino de física

Resumo

Este estudo apresenta um panorama das pesquisas desenvolvidas com a abordagem do pensamento complexo na área do ensino de Física, como contribuição teórica nesse tema. Foi produzido um estado do Conhecimento a partir da Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDBT) para seleção dos trabalhos que atendem aos critérios elencados, etapa seguida de um processo de sistematização dos dados técnicos e analíticos que organizou as produções de acordo com os objetivos, metodologia, coleta de dados e principais resultados alcançados. Foram localizadas apenas uma tese e quatro dissertações, totalizando cinco (05) pesquisas mapeadas. Ao final, almeja-se uma aproximação entre o pensamento complexo, a ciência e o ensino para trazer uma visão mais ampla acerca do conhecimento e a reflexão diante dos atuais moldes educacionais, demonstrando um possível caminho à inovação pedagógica humanizada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aline Luz Mesquita, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Sorocaba – SP – Brasil

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Educação.

Ivan Fortunato, Instituto Federal de São Paulo (IFSP), Itapetininga – SP – Brasil

Coordenadoria de Formação Pedagógica. Doutorado em Geografia (UNESP) e Doutorado em Desenvolvimento Humano e Tecnologias (UNESP).

José Anderson Santos Cruz, Programa de Educação Continuada em Economia e Gestão de Empresas (PECEGE) (ESALQ/USP MBAs), Piracicaba – SP – Brasil

Professor Associado. Doutor em Educação Escolar, (FCLAr/Unesp). Editor Adjunto e Executivo da RIAEE. Editor da Editora Ibero-Americana de Educação. Editor e Assessoria Técnica para periódicos.

Referências

ANDRÉ, M. E. D. A. A pesquisa no cotidiano escolar. In: Fazenda, I. (org.). Metodologia da pesquisa educacional. São Paulo: Cortez. 2000. p. 35-45.

ARAÚJO, V. H. Prototexto, narrativa poética da ciência: uma estratégia de construção do conhecimento e religação de saberes no Ensino de Física. 2009. 125 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Natal, RN, 2009.

BRASIL. Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES. GEOCAPES – Sistema de Informações Georreferenciadas. Brasília, 2020. Disponível em: https://geocapes.capes.gov.br/geocapes/. Acesso em: 15 fev. 2022.

CARMO, W. S. P. A relação interdisciplinar entre Física e Filosofia no terceiro ano do Ensino Médio em uma escola pública da cidade de Manaus. 2016. 113 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências) – Universidade do Estado do Amazonas. Manaus, AM, 2016.

FERREIRA, N. S. A. As pesquisas denominadas “estado da arte”. Educação & Sociedade, Campinas, v. 23, n. 79, p. 257-272, 2002. DOI: 10.1590/S0101-73302002000300013. Disponível em: https://www.scielo.br/j/es/a/vPsyhSBW4xJT48FfrdCtqfp/?lang=pt. Acesso em: 15 fev. 2022.

FIORENTINI, D. Rumos da Pesquisa Brasileira em Educação Matemática: o caso da produção científica em cursos de Pós-Graduação. 1994. 414 f. Tese (Doutorado em Metodologia de Ensino). Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 1994.

FORTUNATO, I. Ensinar a ensinar: um ensaio aforístico. In: SHIGUNOV NETO, A.; SILVA, A. C.; FORTUNATO, I. (org.). Coletânea do Congresso Paulista de Ensino de Ciências: Discutindo EC em países Iberoamericanos. Itapetininga, SP: Edições Hipótese, 2022. p. 367-376.

FORTUNATO, I.; TARDIN, M. L. P. Um inventário das teses e dissertações sobre Cultura Maker. Revista Ciências em Foco, Campinas, SP, v. 13, e020016, 2020. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/cef/article/view/14758. Acesso em: 15 fev. 2022.

LYOTARD, J. A condição pós-moderna. 12. ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 2009.

MONTEIRO, L.; FORTUNATO, I. A educação ambiental e a formação inicial docente: análise das teses nacionais 2013-2017. Revista Pedagógica, Chapecó, SP, v. 21, p. 228-249, 2019. DOI: 10.22196/rp. v21i0.4652. Disponível em: https://bell.unochapeco.edu.br/revistas/index.php/pedagogica/article/view/4652. Acesso em: 15 fev. 2022.

MOREIRA, M. A. Ensino de Ciências: críticas e desafios. Experiências em Ensino de Ciências, Cuiabá. MT, v. 16, n. 2, p. 1-10-10, 2021. Disponível em: https://fisica.ufmt.br/eenciojs/index.php/eenci/article/view/910. Acesso em: 15 fev. 2022.

MORIN, E. Introdução ao pensamento complexo. Lisboa: Instituto Piaget, 1991.

MORIN, E. Ciência com Consciência. 2. ed. Rio de Janeiro: Berhand, 1998.

MORIN, E. Os sete saberes necessários à educação do futuro. 2. ed. São Paulo: Cortez; Brasília; 2000.

MORIN, E. A religação dos saberes: o desafio do século XXI. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001.

MORIN, E. Introdução ao pensamento complexo. Porto Alegre: Sulina, 2005.

OLIVEIRA, A. F. Estudo de uma proposta de ensino de Física para o primeiro ano do Ensino Médio inspirada na teoria do pensamento complexo de Morin. 2016. 256 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Projetos Educacionais em Ciências) – Universidade de São Paulo. Lorena, SP, 2016.

SANTOS, F. A. Aproximações entre o ensino de Física e a complexidade na construção do conhecimento científico à luz de uma abordagem socioambiental. 2015. 176 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências) – Universidade Federal do ABC. Santo André, SP, 2015.

SILVEIRA, T. A. Evolução das ideias da Física para alunos iniciantes de Licenciatura em Física. 2008. 248 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Ciências e Matemática) – Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Belo Horizonte, MG, 2008.

Publicado

2023-03-29

Como Citar

MESQUITA, Aline Luz; FORTUNATO, Ivan; SANTOS CRUZ, José Anderson. O pensamento complexo de Edgar Morin e o ensino de física: Mapeamento das teses e dissertações brasileiras. Educação e Fronteiras, Dourados, v. 13, n. 00, p. e023006, 2023. DOI: 10.30612/eduf.v13i00.16922. Disponível em: https://ojs.ufgd.edu.br/educacao/article/view/16922. Acesso em: 19 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos Demanda Contínua