CARACTERIZAÇÃO QUÍMICA E FÍSICA DO SOLO EM DOIS SISTEMAS DE MANEJO E MATA NATIVA NA ALDEIA INDÍGENA DE PORTO LINDO EM JAPORÃ/MS

Beatriz dos Anjos Generoso, Gledson Martins, João Carlos Gonçalves Vilhalba, Leandro Marciano Marra, Jean Sérgio Rosset, Marcelo Zózimo da Silva

Resumo


As características atuais do solo são resultantes da ação de processo de formação natural do mesmo. No entanto, há inúmeras ações antrópicas que interferem nas propriedades químicas e físicas do solo, e o preparo do solo para fins de atividades agrícolas é uma dessas atividades. Assim, o objetivo deste trabalho foi caracterizar os atributos químicos e a textura do solo em dois sistemas de manejo e mata nativa na aldeia indígena de Porto Lindo, município de Japorã, Estado de Mato Grosso do Sul. Para isso, foram coletadas amostras de solo dos sistemas de manejo com cultivo de milho e pastagem suja e de uma área com mata nativa, nas profundidades 0,0-0,20 e 0,20-0,40 metros. As amostras foram enviadas para o Laboratório de Análise Química e Física do Solo, Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais, Campus Barbacena, Estado de Minas Gerais. Os valores de pH, na camada de 0,0-0,20 m apresentaram pequena variação entre os sistemas avaliados, os valores demonstrara-se próximos à 5,85. Quanto aos nutrientes, potássio (K), cálcio (Ca) e magnésio (Mg), os maiores valores foram encontrados na mata nativa. Em relação ao alumínio (Al), os maiores teores foram encontrados no sistema de cultivo de milho. Quanto à textura dos solos nos diferentes sistemas de manejo, todos enquadram-se na classe textural arenosa.  Portanto, os valores dos atributos químicos do solo no manejo agrícola e pecuário da aldeia indígena de Porto Lindo, estão próximas à características químicas da mata nativa.

Palavras-chave


Manejo do solo. Propriedades do solo. Aldeia Porto Lindo.

Texto completo:

PDF

Referências


BISSANI, C.A.; GIANELLO, C.; TEDESCO, M.J.; CAMARGO, F.A.O. Fertilidade dos solos e manejo da adubação das culturas. Porto Alegre. 2004.

EMBRAPA, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Amostragem e Cuidados na Coleta de Solo para Fins de Fertilidade. Manaus. 2014.

EMBRAPA, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Tecnologias de produção de soja – Região Central do Brasil, 2007. Londrina, PR, 2006. 239p.

GUERRA, A. J. T.; BOTELHO, R. G. M. Características e propriedades dos solos relevantes para os estudos pedológicos e análise dos processos erosivos. Anuário do Instituto de Geociências de –UFRJ. 1996.

HAMZA, M. A.; ANDERSON, W.K. Soil compaction in cropping systems: A rewiew of the nature, causes and possible solutions. Soil & Tillage Research, v.82, p.121-145, 2005.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. BrasilMato Grosso do SulJapora População. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ms/japora/panorama>. Acesso em: 20 Abr. 2018.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Os indígenas no Censo Demográfico de 2010. Disponível em: https://ww2.ibge.gov.br/indigenas/indigena_censo2010.pdf>. Acesso em: 20 Abr. 2018.

KLEPKER, D.; ANGHINONI, I. Características físicas e químicas do solo afetadas por métodos de preparo e modos de adubação. Revista Brasileira de Ciência do Solo. Campinas, v. 19, n. 3, p. 395-401, 1995.

LEITE, D. C. Análise de macro e micronutriente e estudo comparativo de solo inerte para processos de biorremediação. (Trabalho de Conclusão de Curso). Canoas, 2010.

MIELNICZUK, J. Matéria orgânica e a sustentabilidade de sistemas agrícolas. In: SANTOS, G. A.; CAMARGO, F. A. O. (Ed.). Fundamentos da matéria orgânica do solo: ecossistemas tropicais e subtropicais. Porto Alegre: Genesis, 1999.

PORTUGAL, A.F.; COSTA, O.V.D.; COSTA, L.M. & SANTOS, B.C.M. Atributos químicos e físicos de um Cambissolo Háplico distrófico sob diferentes usos na Zona da Mata mineira. Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 32:249-258, 2008.

SANTOS, P.R. Atributos do solo em função dos diferentes usos em perímetro irrigado do sertão de Pernambuco. 112 f. 2010.

VENEZUELA, T. C. Determinação de Contaminantes Metálicos (Metal Tóxico) Num Solo Adubado Com Composto de Lixo Em Área Olerícola no Município de Nova Friburgo. 2001. 79 f. Tese (Mestrado em Saúde Pública) - Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2001.

VITTI, G. C.; SERRANO, C. G. E. O zinco na agricultura. Disponível em: http://www.anda.org.br/artigos/Zinco.pdf.> Acesso em: 20 Mai. 2018.




DOI: https://doi.org/10.30612/re-ufgd.v5i10.8610

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.