Contribuição do manejo sustentável na agricultura familiar: um estudo de caso pautado na agroecologia

Julia Rayane Vieira Ozòrio, Lucas Wagner Ribeiro Aragão, Roberta Fernanda Ribeiro Aragão, Tiago Felipe de Senes Lopes, Viviane Mallmann

Resumo


O Estado de Mato Grosso do Sul apresenta oito bacias leiteiras, com este artigo objetivou-se analisar a implantação de um sistema de produção leiteira, identificando os pontos de estrangulamentos existentes bem como analisar qual a renda bruta mensal com a atividade na propriedade, partindo do manejo sustentável dos recursos naturais e sistema agroecológico de produção. Conclui-se que o aumento na variedade de pastagens, gerou um resultado 4% a menos no custo da produção de leite de 2012 em relação ao primeiro semestre de 2015, acarretando consequentemente em uma renda maior, elencando que a mão de obra familiar também contribuiu para garantir os resultados obtidos.

Palavras-chave


Produção leiteira. Renda. Manejo sustentável.

Texto completo:

PDF

Referências


CAPORAL, F.R.; COSTABEBER, J.A. Agroecologia: enfoque científico e estratégico. Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável, v. 3, n. 2, p.13-16. 2002

DAHMER, A. M. Avaliação da Gestão da Qualidade na Indústria de leite do MS. Campo Grande: Departamento de Economia e Administração, 2006, 220p. Dissertação (Mestrado em Agronegócios) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campus Campo Grande.

GOMES, S. T. Cuidados no Cálculo do Custo de Produção de Leite. 1999. Disponível em http://www.ufv.br/der/docentes/stg/stg_ artigos/Art_119%20- (11-1-99). pdf. Acesso em: 14/06/2018.

GUEDES, Z.M.; MARTINS, J.C.V. Agroecologia e Gênero: Perspectiva Socioambiental no Assentamento Mulunguzinho em Mossoró-RN. Revista Verde, v. 5, n. 1, p. 66-76, 2011.

HOLMES, C.W. Produção de leite a baixo custo em pastagens: uma análise do sistema neozelandês. In: Congresso Brasileiro De Gado Leiteiro, Piracicaba. Anais... Piracicaba: FEALQ. p.65-69. 1996.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Banco de Dados Agregados. 2013.

INTERNATIONAL FARM COMPARISON NETWORK (IFCN). 11th IFCN Supporter Conference. Kiel, Alemanha. 2013.

_______________. Dairy Report 2011: for a better understanding of milk production worldwide. Kiel, Germany. 2011.

LOPES, M. A.; CARVALHO, F. de M. Custo de produção do leite. Lavras: UFLA, (UFLA. Boletim agropecuário, 33). 42 p. 2000.

LOPES, P.F.; REIS, R.P.; YAMAGUCHI, L.C.T. Custos e escala de produção na pecuária leiteira: estudo nos principais estados produtores do Brasil. Revista de Economia e Sociologia Rural. v. 45, n. 3, p. 567 – 590, 2007.

MARION, J. C. Contabilidade da Pecuária. 7ª Edição, São Paulo: Atlas, 2004.

MATSUNAGA, M.; BEMELMANS, P. F.; TOLEDO, P. E. N. de; DULLEY, R. D.; OKAWA, H.; PEDROSO, I. A. Metodologia de custo de produção utilizada pelo IEA. Agricultura em São Paulo, São Paulo, v. 23, t. 1, p. 123-139, 1976.

MORAES JÚNIOR, A.C.P. Jersey, a raça eficiente. São Paulo: Associação Paulista dos Criadores de Gado Jersey, 1997. 43 p.

OLIVEIRA, J.C.P.; PORTELA, J.S.; MORAES, C.O.C. Produção de Leite na Campanha do Rio Grande do Sul: Alternativas e Perspectivas. (Embrapa CPPSul, Documentos, 23). Bagé: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, 22p. 2000.

RESENDE, J.C. Determinantes de lucratividade em fazendas leiteiras de Minas Gerais. 2010. 144 f. Tese (Doutorado em Zootecnia). Universidade federal de Lavras, Lavras, MG, 2010. 144 p.

VILELA, D.; BRESSAN, M.; GOMES, S. T.; et al. O agronegócio do leite e políticas públicas para o seu desenvolvimento sustentável. Juiz de Fora: Embrapa Gado de Leite, 2002.




DOI: https://doi.org/10.30612/re-ufgd.v5i9.8576

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.