Subdesenvolvimento econômico na cadeia global do petróleo: o caso da Venezuela

Mauro Sérgio Figueira

Resumo


O objetivo deste trabalho é observar a experiência de subdesenvolvimento da Venezuela entre os anos 1945 e 1990 por meio de uma integração teórica entre a tradição epistemológica cepalina latino-americana e a tradição da análise das cadeias globais de mercadorias. O problema que guia a pesquisa é encontrar o nexo político e histórico entre o processo de subdesenvolvimento da Venezuela e a dependência econômica em relação ao petróleo, principal produto produzido e comercializado pelo país. Qual é a relação entre o processo de subdesenvolvimento da Venezuela e o desenvolvimento da economia mundial capitalista? É possível explicar o subdesenvolvimento econômico do país utilizando como variável os eventos da política mundial? Nossa hipótese é a de que o nexo entre a economia venezuelana e a cadeia global de poder do petróleo responde por parte de seu processo histórico de subdesenvolvimento. A hipótese decorre da utilização do conceito de cadeia global de poder da mercadoria, que derivamos da tradição da análise dos sistemas mundiais para investigar a estrutura político-econômica e as determinações históricas dentro das quais os processos de desenvolvimento e subdesenvolvimento ocorrem. Argumentamos, em suma, que o processo de subdesenvolvimento da Venezuela pode e deve ser entendido com referência aos eventos políticos na cadeia global do petróleo entre 1945 e 1990.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.30612/mvt.v5i8.8559

ISSN Eletrônico: 2358-9205

 

Indexadores:

 

          

   

 

    

 

oasisbr

   

 

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.