A prática da leitura no ensino fundamental: reflexões e possibilidades

Karla Alexandra Benites Florenciano, Edna Aparecida Brizuela Barbosa

Resumo

O presente trabalho traz como temática central a leitura como hábito dos alunos do ensino fundamental, assim, o objetivo do presente trabalho é apresentar fatores que podem potencializar, no estímulo do desenvolvimento deste hábito. A metodologia adotada é de cunho qualitativo, sendo utilizada como instrumento de coleta de dados a revisão de literatura, assim, foi por meio de leituras e reflexões em artigos, revistas e livros científicos é que pode-se obter alguns resultados iniciais, tais como: a relevância da utilização de metodologias diferenciadas e a importância do papel do professor e da família neste processo.

 

Palavras-chave

Leitura. Metodologias. Aprendizado.

Texto completo:

PDF

Referências

CÂMARA, Marineuza Tramontin. A importância da leitura na alfabetização. UNESC. Criciúma, 2009.

CARVALHO, M. Guia prático do alfabetizador. São Paulo, SP: Ática, 2002.

CANTALICE, M. L. Ensino de estratégias de leitura. Psicol. Esc. Educ. (Impr.) vol.8 no.1 Campinas June 2004.

CONSTANCIO, A. S. O.; MENDONÇA, D. M.; PAIVA, M. C.; PRINCE, A. E. A importância do incentivo ao hábito da leitura. Anais... XIII Encontro Latino Americano de Iniciação Científica e IX Encontro Latino Americano de Pós-Graduação – Universidade do Vale do Paraíba. 2009.

FERREIRO, E; TEBEROSKY, A; LICHTENSTEIN, D M. Psicogênese da língua escrita. Artes Médicas, 1986.

FERREIRO, E. Com todas as letras. Tradução de Maria Zilda da Cunha Lopes; retradução e cotejo de textos Sandra Trabucco Valenzuela. 1993.

FREIRE, P. A importância do ato de ler. São Paulo, Cortez, 1989.

INEP/MEC. Resultados Saeb em 2017. 2018.

JOLIBERT, J. col. Formando crianças leitoras. (Trad. Bruno Charles Magne). 1994.

KLEIMAN, Â. A concepção escolar da leitura. In: Oficina de leitura. Teoria e Prática. 7ª ed. Campinas: Pontes, 2000.

MARTINS, M. A; MENDES, A. Q. Leitura da imagem e leitura da escrita: Um estudo psicogenético das diferentes conceptualizações e estratégias de leitura em crianças de idade pré-escolar. Análise Psicológica, v. 5, p. 45-65, 1986.

MOREIRA, T. M. Avanços, obstáculos e superação de obstáculos no ensino de português no Brasil nos últimos 10 anos. ‘Ensino de escrita na escola’, em outubro de 2009. Disponível em: http://w3.ufsm.br/hipersaberes/volumeI/textos/t18.pdf. Acessado em 26. jul. 2018.

PALACIOS, A. de P; PIMENTEL, M. M; LERNER, D. de Z. Compreensão da leitura e expressão escrita. A experiência pedagógica. Porto Alegre: Artmed, 1998.

PARO, Vitor Henrique. Gestão democrática da escola pública. Cortez Editora, 2017.

PIAGET, J. et al. Introducción a la epistemología genética. 1994.

PIETRE, E. Práticas de leitura e elementos para a atuação docente. 2007.

SANTOS, L. W. dos. Leitura na escola e formação do leitor. Anais... IV Encontro de Literatura Infanto e Juvenil. Rio de Janeiro, UFRJ, 2005.

SEIXAS, H. O prazer de ler. Casa da Palavra, 2011.

SOLÉ, I. Estratégias de leitura. 6ª ed. Porto Alegre: Artmed, 1998.

STANO, Rita de Cássia M. T. O caminho de um grupo de formação continuada docente: do compartilhamento de práticas docentes para uma pedagogia da e para a autonomia. Educ. Rev., Curitiba, n. 57, jul/set., 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S010440602015000300275&script=sci_abstract&tlng=pt. Acessado em: 01. set. 2018.

VYGOTSKY, L. S. Pensamento e linguagem. Tradução de Jéferson L. Camargo. 2. ed. São Paulo: M. Fontes, 1998.