Produção científica dos líderes de grupos de pesquisa em educação científica no Brasil: leitura da influência na alfabetização científica e no desenvolvimento da cultura científica

José Roberto Herrera Cantorani, Bruno Pedroso

Resumo


A educação científica é vista, na atualidade, como um passo fundamental para o amplo desenvolvimento da sociedade. Nesse processo, estão envolvidos a alfabetização científica, focada no indivíduo, e a cultura científica, centrada na difusão do conhecimento científico. Frente a tal contexto, os grupos de pesquisa exercem papel significativo. Neste cenário, os líderes de grupos de pesquisa constituem um grupo de referência para dimensionar o que existe em termos de pesquisa científica e tecnológica em atividade no país. Frente a tal interpretação, o presente estudo analisa as produções dos pesquisadores líderes de grupos de pesquisa em educação científica cadastrados no principal diretório dos grupos de pesquisa do Brasil. Para a contabilização das publicações foi utilizado o software scriptLattes v8.10. Foram encontrados 29 grupos de pesquisa em educação científica, totalizando 38 líderes. Os dados encontrados inferem eficiência dos grupos de pesquisa no que se refere ao desenvolvimento da educação científica no Brasil.

Palavras-chave


Educação científica. Cultura científica. Grupo de pesquisa. Produção científica

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, E. S. N. N. D.; CALUZI, J. J.; CALDEIRA, A. M. A. Divulgação e cultura científica. In: ARAÚJO, E. S. N. N. D.; CALUZI, J. J.; CALDEIRA, A. M. A. (Org.). Divulgação científica e ensino de ciências: estudos e experiências. São Paulo: Escrituras, 2006. p. 15-34.

BIANCHETTI, L.; MEKSENAS, P. Aprendizagem científica: experiência com grupo de pesquisa. . In: BIANCHETTI, L.; MEKSENAS, P. (Org.). Trama Do Conhecimento (a): Teoria, Método E Escrita Em Ciência E Pesquisa. Campinas: Papirus Editora, 2008. p. 153-168.

CASTELLS, M. A era da informação: economia, sociedade e cultura. In: CASTELLS, M. (Org.). A Sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, v.1, 2000. p.

CNPQ. Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil. CNPq, Brasília, 2017. Disponível em: . Acesso em: 03 de jan de 2017.

DURANT, J. O que é alfabetização científica? In: MASSARANI, L.; TURNEY;, J.; MOREIRA, I. D. C. (Org.). Terra Incógnita: a interface entre ciência e público. Rio de Janeiro: Vieira e Lent, 2005. p. 13-26.

FERES, G. G. A pós-graduação em ensino de ciências no Brasil: uma leitura a partir da teoria de Bourdieu. 2010. 290 f. (Doutorado) – Faculdade de Ciências, Universidade Estadual Paulista, Bauru, 2010.

MENA-CHALCO, J. P.; JÚNIOR, R. M. C. scriptLattes: an open-source knowledge extraction system from the Lattes platform. Journal of the Brazilian Computer Society, v. 15, n. 4, p. 31-39, 2009.

NATIONAL RESEARCH COUNCIL. Learning science in informal environments: people, places, and pursuits. Washington: The National Academies Press, 2009.

RAMOS, M. Y. Internacionalização da pós-graduação no Brasil: lógica e mecanismos. Educação e Pesquisa, v. 44, n., p., 2018.

WERTHEIN, J. A sociedade da informação e seus desafios. Ciência da Informação, v. 29, n. 2, p. 71-77, 2000.




DOI: https://doi.org/10.30612/hre.v6i11.8445

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.