Um estudo da história territorial de Campinas: a urbanização, a fome e a formação de um mercado de alimentação na cidade (1850-1908)

Livia Cangiano Antipon

Resumo


A historia territorial da cidade de Campinas caracteriza-se por uma íntima ligação entre a fome, a proliferação dos estabelecimentos alimentares – normatizados e alternativos – e o processo contraditório de urbanização. Como forma de apreensão dessa articulação entre a multiplicação de lugares que vendem comida, o aumento da miséria na cidade e a sua urbanização, propomos discutir os diversos processos de transformação da urbe a serviço de uma elite e a maneira pela qual a população pobre campineira se organizou nos interstícios do tecido urbano para a garantia de suas sobrevivências.  Analisamos o interim entre 1850-1908, período no qual a cidade vive uma série de transformações urbanas que interferem e modificam as praticas alimentares realizadas na cidade. Revela-se a maneira pela qual os seus trabalhadores se organizavam em um cotidiano fortemente marcado pela fome – situação que se conserva até os dias atuais.   


Palavras-chave


Campinas, urbanização, história territorial, alimentação, fome.

Texto completo:

PDF

Referências


ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Resolução nº 67, de 2 de abril de 1876. São Paulo, 1876. Disponível em: http://www.al.sp.gov.br/repositorio/legislacao/resolucao/1876/resolucao-67-02.04.1876.html Acesso em: 28 mar. 2016.

BAENINGER, R. Espaço e tempo em Campinas: migrantes e expansão do pólo industrial Paulista. Dissertação (Mestrado em Sociologia), IFCH, UNICAMP, Campinas, 1992.

BISNETO, V. B. Formação territorial e planejamento urbano: por um uso mais solidário do território de Campinas/SP. Dissertação (Mestrado em Geografia), FFLCH, USP, São Paulo, 2009.

BUARQUE DE HOLANDA, S. Raízes do Brasil. São Paulo: Companhia das letras, 1995.

CASTRO, J. de. Geografia da fome- o dilema brasileiro: pão ou aço. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1946.

______. Geopolítica da fome- Ensaios sobre os problemas de alimentação e de população no mundo. Rio de Janeiro: Editora da Casa do Estudante, 1961.

GEIGER, P. A evolução da rede urbana. Rio de Janeiro: Instituto Nacional de Estudos Pedagógicos, 1963.

HARTSHORNE, R. Propósitos e natureza da geografia. São Paulo: Hucitec, 2ª ed., 1878 (1899).

IBGE. CENSO – Cadastro Nacional de Endereços para fins Estatísticos. 2010. Disponível em: http://www.censo2010.ibge.gov.br/cnefe/ Acesso em: out, 2016.

LAPA, J. R., do A. A economia cafeeira. São Paulo: Ed. Brasiliense, 1986.

______. A cidade: os cantos e os antros: Campinas 1850-1900. São Paulo: Editora da USP; Campinas: Editora da Unicamp, 2008a.

______. Os excluídos: contribuição à história da pobreza no Brasil (1850-1930). São Paulo: Editora da USP; Campinas: Editora da Unicamp, 2008b.

MARTINS, V. Mercados urbanos, transformações na cidade: abastecimento e cotidiano em Campinas, 1859-1908. Campinas: Editora da Unicamp, 2010.

______. Das casinhas ao mercado. O abastecimento urbano e a câmara municipal de Campinas em meados do século XIX. In: XXVI Simpósio Nacional de História, 2011, São Paulo. Anais... São Paulo: ANPUH, jul. 2011.

PENTEADO, A. Urbanização e usos do território: as crianças e adolescentes e situação de rua na cidade de Campinas/SP. Dissertação (Mestrado em Geografia). Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Geociências- IG, Unicamp, 2012.

PRADO JR., C. História Econômica do Brasil. São Paulo: Editora brasiliense, 1945.

PUPO, C. Campinas, seu berço e juventude. Campinas: Publicações da Academia Campinense de Letras, n. 20, 1969.

RIBEIRO JUNIOR, J. S. A fome e a miséria na alimentação: apontamentos para uma crítica cotidiana a partir da geografia urbana. Dissertação (Mestrado em Geografia). Universidade de São Paulo, Departamento de Geografia- FFLCH, USP, 2008.

ROLNIK, R. A cidade e a lei: legislação, política urbana e territórios na cidade de São Paulo. São Paulo: Studio Nobel: Fapesp, 1999.

SANTOS, Antônio da Costa. Campinas, das Origens ao Futuro: Compra e Venda de Terra e Água e um Tombamento na Primeira Sesmaria da Freguesia de Nossa Senhora da Conceição das Campinas do Mato Grosso de Jundiaí (1732-1992). Campinas-SP: Unicamp, 2002.

SANTOS, M. Por uma economia política da cidade: O caso de São Paulo. São Paulo: Hucited, São Paulo, 1994a.




DOI: https://doi.org/10.5418/RA2018.1423.0002

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

 

 

 

 

 


Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.