As narrativas entre o fato e a ficção Nas fronteiras de Matto Grosso – Terra abandonada de Umberto Puiggari

Bruno Galassi Ferreira, Susylene Dias de Araujo

Resumo


Este artigo propõe uma leitura da obra Nas fronteiras de Matto Grosso – Terra abandonada escrita por Umberto Puiggari e publicada em 1933 pela editora paulista Casa Mayença. O corpus é composto pelos textos “A comarca de Ponta Porã”, “O Sismório” e “Petey cuímbaê regolhádo”, escolhidos pela predominância de vozes fronteiriças e oscilantes entre o fato e a ficção. Para isso, trabalharemos questões que envolvem o perfil do narrador, noções acerca de narrativas orais, o contexto sócio-histórico no qual o autor estava inserido e a violência. Tais reflexões possibilitam um melhor entendimento da maneira pela qual o narrador descreve o modus vivendi na fronteira entre Brasil e Paraguai.

Palavras-chave


Literatura de Mato Grosso do Sul. Umberto Puiggari. Narrativas da fronteira Brasil-Paraguai.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.