Qualidade de água como alicerce para a produção sustentável de peixes à pequenos produtores

Autores

  • Matheus Antonio do Amaral Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) https://orcid.org/0000-0002-4235-4187
  • Rayane Seibt Moraes Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)
  • Wesley Paulo da Silva Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)
  • Daniele Menezes Albuquerque Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)
  • Claucia Aparecida Honorato Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)
  • Dacley Hertes Neu Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)

DOI:

https://doi.org/10.30612/realizacao.v7i13.11387

Palavras-chave:

Meio ambiente. Piscicultura. Transferência de conhecimentos.

Resumo

O objetivo deste projeto foi instruir alunos do curso de Engenharia de Aquicultura da Universidade Federal da Grande Dourados - UFGD e fazer com que eles repassassem as informações que aprenderam em sala de aula a pequenos produtores rurais, não necessariamente produtores de peixes, mas que tivessem algum interesse na área. Este projeto teve duração de 1 ano e as visitas às propriedades ocorreram no último semestre de 2019. Para a conversa entre os acadêmicos e os produtores rurais ser efetuada, nove propriedades foram visitadas, todas no Assentamento Itamarati, localizado no município de Ponta Porã – MS. Nessas propriedades foram feitas análises de água como, oxigênio dissolvido (mg L-1 ), pH, transparência (cm), temperatura (ºC), alcalinidade (mg L -1 ), amônia total (mg L -1 ), amônia tóxica (mg L-1 ) e nitrito (mg L-1 ), e os acadêmicos explicavam aos produtores como esses parâmetros deveriam permanecer no intuito de obter uma produção de peixes sustentável. Nesse ínterim, após as coletas de água, os produtores rurais foram instruídos a como verificar os parâmetros e como os mesmos deveriam permanecer. Para isso, fichas elaboradas foram disponibilizadas. Foi possível observar que a falta de informação no campo deve ser esclarecida, para que haja maior produção de peixes, com segurança e sustentabilidade. A qualidade de água é um dos primeiros pontos que devem ser analisados antes da instalação de uma atividade aquícola e os alunos que participaram desse projeto conseguiram converter as palavras utilizadas na academia para que os produtores rurais pudessem compreender a importância das verificações periódicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Matheus Antonio do Amaral, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)

Estudante do curso de Engenharia de Aquicultura da Universidade Federal da Grande Dourados-UFGD.

Rayane Seibt Moraes, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)

Estudante do curso de Engenharia de Aquicultura da Universidade Federal da Grande Dourados-UFGD.

Wesley Paulo da Silva, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)

Estudante do curso de Engenharia de Aquicultura da Universidade Federal da Grande Dourados-UFGD.

Daniele Menezes Albuquerque, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)

Docente do curso de Engenharia de Aquicultura da Universidade Federal da Grande Dourados-UFGD.

Claucia Aparecida Honorato, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)

Docente do curso de Engenharia de Aquicultura da Universidade Federal da Grande Dourados-UFGD.

Dacley Hertes Neu, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)

Docente do curso de Engenharia de Aquicultura da Universidade Federal da Grande Dourados-UFGD.

Referências

AYROSA, D.M.M.R.; FURLANETO, F.P.B.; AYROSA, L.M.S. Regularização dos projetos de tanques-rede em águas públicas continentais de domínio da união no Estado de São Paulo. São Paulo: Instituto de Pesca, 2006. (Boletim técnico, n. 36).

BUENO, G.W.; MARENGONI, N.G.; GONÇALVES JÚNIOR, A.C.; BOSCOLO, W.R.; TEIXEIRA, R.A. Estado trófico e bioacumulação do fósforo total no cultivo de peixes em tanques-rede na área aquícola do reservatório de Itaipu. Acta Scientiarum Biological Sciences, v. 30, n. 3, p. 237-243, 2008.

CONAMA. Conselho Nacional do Meio Ambiente. Resolução no 357, de 17 de março de 2005. Dispõe sobre a classificação dos corpos de água e diretrizes ambientais para o seu enquadramento, bem como estabelece as condições e padrões de lançamento de efluentes, e dá outras providências. Brasília: Diário Oficial da União. 2005. Disponível em: http://www.mma.gov.br/port/conama/legiabre.cfm?codlegi=459.

CORRÊA, R. O. Qualidade da água na piscicultura continental. – Cartilha. EMBRAPA, PDF (32p.), 2018, Brasília, DF. Disponível em: https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/187706/1/TC-32-17-CARTILHA-Qualidade-Agua-V05.pdf.

LIMA, A. F.; SILVA, A. P. da; RODRIGUES, A. P. O.; BERGAMIN, G. T.; TORATI, L. S.; PEDROZA FILHO, M. X.; MACIEL, P. O. Qualidade da água: piscicultura familiar. – Cartilha. EMBRAPA, 2013, Divinópolis, TO.

MERCANTE, C. T. J.; MARTINS, Y. K.; CARMO, C. F.; OSTI, J. S; PINTO, C. S. R. M.; TUCCI, A. Qualidade da água em viveiro de Tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus): caracterização diurna de variáveis físicas, químicas e biológicas, São Paulo, Brasil. Revista Bioikos, p.79-88, Campinas, jul./dez., 2007.

PeixeBR. Anuário da Piscicultura 2019. Peixe BR – Associação Brasileira da Piscicultura, São Paulo, 2019.

PeixeBR. Anuário da Piscicultura 2020. Peixe BR – Associação Brasileira da Piscicultura, São Paulo, 2020.

SILVA, W.L.M.; FROZZI, J.C.; FONSECA, J.C.; SALVADOR, J.S.P.; RIBEIRO, P.N.T.; COSTA CAMPOS, M.C. Sustentabilidade na aquicultura: dimensões social, econômica e ambiental – uma revisão de literatura. Revista EDUCAmazônia, v. 20, n. 1, p. 87-108, 2018.

SILVA, T. S. C., BORGHESI, R., INOUE, L. A. K. A., GUIMARÃES, M., Noções para aquicultura familiar: qualidade de água – cartilha. EMBRAPA, 2016, Dourados, MS.

Downloads

Publicado

30/06/2020

Como Citar

Amaral, M. A. do, Moraes, R. S., Silva, W. P. da, Albuquerque, D. M., Honorato, C. A., & Neu, D. H. (2020). Qualidade de água como alicerce para a produção sustentável de peixes à pequenos produtores. RealizAção, 7(13), 131–144. https://doi.org/10.30612/realizacao.v7i13.11387

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)